Conheça a adolescente sueca que engajou jovens do mundo todo a agir contra o aquecimento global

Inúmeras crianças e jovens de todo o mundo estão demonstrando dia após dia seu compromisso com a proteção do meio ambiente.

Postado em: 26-09-2021 às 15h00
Por: Victoria Lacerda
Inúmeras crianças e jovens de todo o mundo estão demonstrando dia após dia seu compromisso com a proteção do meio ambiente. | Foto: Reprodução

Greta Thunberg é uma adolescente da Suécia que deu início a um movimento internacional de estudantes que pede medidas concretas para combater as mudanças climáticas. A iniciativa rendeu uma campanha pelo Prêmio Nobel da Paz em 2019. Tudo começou em uma sexta-feira, em agosto de 2018, quando a sueca, então com 15 anos, faltou à aula para protestar contra as recentes ondas de calor e os incêndios que afetaram o país. Ela se sentou em frente ao Parlamento da Suécia com um cartaz com os dizeres: “Em greve escolar pelo clima”.

O protesto solitário de Thunberg ganhou o noticiário e inspirou jovens de todo o mundo a criarem mobilizações às sextas-feiras, para que políticos e autoridades mundiais cumprissem as metas de emissão de gases causadores do efeito estufa. O movimento, que ficou conhecido como “Fridays for Future”, culminou em uma greve escolar global no dia 15 de março, com protestos em mais de cem países.

Nenhuma geração tem tanto a perder com os efeitos negativos das mudanças climáticas como a Geração Z. Seu futuro está ligado ao futuro do planeta, e eles estão dispostos a preservá-lo. Eles sabem que fechar os olhos para essa realidade, cujas consequências são cada vez mais tangíveis, não é uma opção. Não fechar os seus e abrir os olhos do mundo foi o que fez a líder desse movimento, Greta Thunberg, durante seu discurso na COP24, realizada em dezembro de 2018, em Katowice (Polônia).

Continua após a publicidade

Em 15 de março de 2019, a Juventude pelo Clima, a plataforma digital que surgiu para coordenar os protestos estudantis, convocou greves e concentrações que reuniram mais de um milhão de jovens em 2.083 cidades de 125 países. Seu objetivo: conscientizar a sociedade sobre as mudanças climáticas e exigir aos governos que ajam contra seus efeitos.

Ações de jovens contra as mudanças climáticas

A Geração Z tem um mantra: é tempo de agir e tem que ser agora. O compromisso dos jovens com o meio ambiente não é novo e não se limitou única e exclusivamente à organização de mobilizações e greves. Basta olhar para o passado que encontramos importantes projetos e iniciativas liderados por crianças e jovens que representaram um ponto de virada para suas comunidades:

  • Em 2005, vários furacões danificaram as dunas das praias das Bahamas, e os estudantes da Escola Hope Town mobilizaram sua comunidade para que plantassem na areia um tipo de arbusto muito resistente. Assim, nasceu o movimento Sandwatch. Em 2011, quando os furacões voltaram, as raízes mantiveram as dunas em seu lugar.
  • Os estudantes da escola secundária Lester Vaughan de Barbados, entre 2005 e 2007, produziram 3.154 litros de biodiesel com a coleta do óleo vegetal usado em suas comunidades. Além de conscientizarem sobre o uso do biodiesel como combustível alternativo, evitaram o desperdício de um tipo de óleo que danifica o meio ambiente.
  • O projeto Ghana Bamboo Bikes, premiado em 2010 pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), incentiva a fabricação de bicicletas com bambu em vez de aço. Essa iniciativa, além de fomentar uma forma de transporte não contaminante, conseguiu reduzir a taxa de desemprego entre os jovens.

Educação ambiental para crianças

Os jovens são o presente desse movimento, mas as crianças são o futuro. Se algum menino ou menina tiver consciência da importância da redução de suas emissões contaminantes, quando for adulto(a), será capaz de contribuir com seu grãozinho de areia para fazer deste planeta um mundo melhor. Portanto, é necessário explicá-los o que é a mudança climática e educá-los para mitigarem suas consequências.

O exemplo de Greta Thunberg é o mais conhecido, mas não é o único. Inúmeras crianças e jovens de todo o mundo estão demonstrando dia após dia seu compromisso com a proteção do meio ambiente devido, em parte, à presença de recursos educativos que buscam aumentar o conteúdo sobre mudança climática nas escolas.

Veja Também