Estátua de Cristóvão Colombo é susbtituída por monumento à mulher indígena, na Cidade do México

Postado em: 14-10-2021 às 17h57
Por: Alice Orth
O anúncio foi feito na última terça-feira (12/10) pela prefeira da cidade, Claudia Sheinbaum. Na foto, imagem temporária erguida até a colocação da nova estátua. | Foto: Reprodução

Debates sobre o legado do colonialismo europeu têm levado à remoção de diversas estátuas que homenageavam Cristóvão Colombo, considerado o “descobridor” das Américas. Na Cidade do México, capital do país, uma obra pública retratando o navegador genovês foi derrubada e susbtituída por um monumento à mulher indígena.

Intitulada “A Jovem de Amajac”, ela toma o lugar do colonizador e explorador que teve sua imagem erguida em 1877. O anúncio foi feito na última terça-feira (12/10) pela prefeira da cidade, Claudia Sheinbaum. Segundo ela, a nova obra “representa a luta das mulheres, particularmente das indígenas, na história do México”.

A nova imagem é uma réplica de uma pedra esculpida, descoberta em janeiro deste ano no estado mexicano de Veracruz, que teria sido feita por volta de 550 anos atrás, mesma época em que Colombo colocou os pés na região. “A Jovem” tem cerca de 6 metros de altura, três vezes maior do que seu antecessor.

A imagem anterior foi transferida para o Musel Nacional de Arqueologia do México. Não há data definida para a colocação da nova estátua.

Compartilhe: