Confira o caso da influenciadora digital que dormiu ao lado de um cadáver por quase dois meses

Postado em: 18-10-2021 às 10h12
Por: Almeida Mariano
O mau cheiro era tão forte que impedia a influenciadora de dormir pelo fato de deixá-la enjoada | Foto: Reprodução

A influenciadora digital norte-americana Reagan Baylee começou a sentir cheiros desagradáveis vindo do bloco de apartamentos em que mora, em Los Angeles (EUA), em maio de 2020. Em isolamento por conta Covid-19, Baylee não sabia do que se tratava, e acreditava que poderia ser algum alimento estragado, porém o caso era mais grave do que ela imaginava.

Na última sexta-feira (15), Reagan publicou em sua conta no TikTok vídeos contando o que de fato que houve naquela ocasião. Nos vídeos, a influenciadora disse que viveu durante dois meses com um vizinho morto. A influenciadora informou que percebeu o aumento da entrada de aranhas no apartamento e um péssimo cheiro vindo das janelas quando ventava. Diante da ocasião, ela suspeitava que o cachorro de algum dos vizinhos tivesse morrido.


“Comecei a pensar que talvez o cachorro do meu vizinho que morava à minha direita tivesse morrido e eu fiquei muito preocupada, mas minha síndica me disse que eu não poderia simplesmente começar a bater na porta dos vizinhos e incomodá-los”, comentou Baylee.


Pelo fato do cheiro ficar cada vez pior, a influenciadora chamou o namorado para avaliar a situação, que não suportou o cheiro e também passou mal. Foi então que eles chegaram à conclusão que algo estava errado.


Mesmo a síndica insistindo para que ela não incomodasse os vizinhos, Baylee chamou a polícia, que deu o prazo de 48 horas para ir ao local. Mas na época, estava ocorrendo os protestos contra a morte de George Floyd, e a influenciadora decidiu não retornar a ligação para a polícia.


Foi então que ela convenceu a síndica a enviar um funcionário de manutenção para descobrir a origem do odor. “Ele quase não conseguiu subir as escadas. Ele arrancou a máscara e disse: ‘vou pegar a chave mestra, alguém está morto'”, informou Baylee.


Depois disso, a influenciadora norte-americana contou que oito policiais chegaram ao local minutos após sua ligação e interrogaram ela e os demais moradores. Baylle não detalhou a idade do vizinho, tampouco a causa de sua morte.


“Para encurtar a história, eles disseram que este foi o pior corpo decomposto que já tinham encontrado… Eu dormi a um metro de um vizinho morto há oito semanas durante a quarentena. Gostaria que fosse mentira”, concluiu Reagan Baylee.

Compartilhe: