Mulher é estuprada em metrô da Filadélfia enquanto outros passageiros apenas filmavam a violência

"O crime poderia ter sido interrompido mais cedo se um passageiro tivesse ligado para o 911", afirmou a gerente geral da SEPTA durante entrevista.

Postado em: 21-10-2021 às 09h21
Por: Ícaro Gonçalves
"O crime poderia ter sido interrompido mais cedo se um passageiro tivesse ligado para o 911", afirmou a gerente geral da SEPTA durante entrevista | Foto: Reprodução/ The Philadelphia Inquirer via AP

Uma mulher foi agredida sexualmente na semana passada em um trem na Filadélfia, cidade dos Estados Unidos. A agressão ocorreu mesmo com várias testemunhas ao redor, que ao invés de ajudar a mulher assediada e violentada por mais de 40 minutos, apenas filmaram a situação com seus celulares, disseram as autoridades policiais da cidade.

O alegado estupro ocorreu na Linha Market-Frankford da Southeastern Pennsylvania Transportation Authority na noite de quarta-feira (13/10). O caso foi um “ato criminoso horrendo”, disse a Autoridade de Transporte do Sudeste da Pensilvânia (SEPTA) em um comunicado. A autoridade de transporte público disse que outras pessoas no trem viram o incidente e não alertaram as autoridades.

“Havia outras pessoas no trem que testemunharam esse ato horrível, e ele poderia ter sido interrompido mais cedo se um passageiro tivesse ligado para o 911”, disse o SEPTA. “O SEPTA conclama qualquer pessoa que observar um crime sendo cometido ou qualquer situação perigosa ocorrendo a relatá-lo. Qualquer pessoa testemunhando uma emergência deve ligar imediatamente para o 911.”

Continua após a publicidade

O porta-voz da SEPTA, Andrew Busch, disse que um funcionário nas proximidades do incidente, enquanto o trem passava, chamou a polícia para relatar que “algo não estava certo”.

“O funcionário da SEPTA embarcou no trem e viu o ataque em andamento e imediatamente ligou para o 911. Isso levou a uma resposta imediata da Polícia de Trânsito SEPTA, e um oficial embarcou no trem quando ele chegou ao Centro de Transporte da 69th Street”, disse Busch em um comunicado. “O policial localizou o suspeito e a vítima, e levou o suspeito sob custódia.”

O suspeito foi identificado como Fiston M. Ngoy, de 35 anos, que teve uma acusação preliminar na quinta-feira passada sob a acusação de estupro, agressão sexual, agressão indecente agravada, entre outro crimes, de acordo com documentos do tribunal.

Veja Também