Após 45 anos, carro de estudante desaparecido é encontrado com restos mortais

Postado em: 10-12-2021 às 09h43
Por: Alexandre Paes
O caso aconteceu com um estudante da Auburn University, nos Estados Unidos que foi visto pela última vez na noite de 27 de janeiro de 1976. | Foto: Reprodução

Autoridades que procuram por um estudante universitário da Geórgia (EUA) desaparecido há mais de 45 anos encontraram seu carro em um riacho do Alabama na quarta-feira (8/12). No veículo estavam a carteira de identidade e supostos restos mortais do jovem.

Kyle Clinkscales, um estudante da Auburn University, foi visto pela última vez na noite de 27 de janeiro de 1976, quando deixou sua cidade natal, LaGrange, Geórgia, para voltar ao campus em seu Ford Pinto 1974, disse o xerife James Woodruff em uma entrevista coletiva na quarta-feira (8), um dia após a descoberta.

O jovem de 22 anos nunca chegou à escola do Alabama. Ele e o carro não foram vistos novamente — até, talvez, agora. “Por 45 anos procuramos por Kyle e seu carro. Seguimos centenas de pistas e nunca tivemos nada substancial desenvolvido a partir dessas pistas”, disse Woodruff.

Na terça-feira (7/12), alguém ligou para o 911 (número da polícia nos EUA) para relatar ter visto o que parecia ser um carro em um riacho perto da County Road 83, a cerca de um quilômetro da County Road 388, disse o major Terry Wood do condado de Chambers, Alabama.

O xerife do Condado de Chambers, Sid Lockhart, disse que o carro foi encontrado a cerca de cinco quilômetros de distância do que seria a rota normal de Clinkscales de volta à escola. Lockhart disse não saber se a área foi revistada quando Clinkscales inicialmente desapareceu.

O porta-malas do carro estava aberto, mas Lockhart disse que não sabe se ele abriu depois de anos na água, ou se o nível da água no riacho baixou. Após retirar o veículo da água, as autoridades locais determinaram que era um Ford Pinto branco com placa do condado de Troup.

Objetos no veículo

Woodruff disse que a capota do carro “está completamente” enferrujada, mas as autoridades descobriram uma carteira, cartões de crédito, carteira de identidade de Clinkscales e vários ossos.

“Acreditamos que eles sejam de natureza humana. Chamamos o Georgia Bureau of Investigation. Eles estão atualmente em nossas instalações desmontando aquele carro e, se puderem, olhando o que há nele para determinar quantos ossos estão lá e se eles são de fato seus ossos”, disse Woodruff.

Woodruff disse que espera que a causa da morte possa ser determinada, “mas talvez nunca saibamos”.

“Só o fato de que esperançosamente o encontramos e o carro me trazem um grande suspiro de alívio”, disse Woodruff, acrescentando que a mãe de Clinkscales faleceu no início deste ano, ainda esperando que seu filho voltasse para casa.

Compartilhe: