Instagram deve implementar opção de feed cronológico a partir de 2022, diz chefe da rede social

Ao Senado dos Estados Unidos, Adam Mosseri afirmou que empresa está trabalhando em uma 'versão' dessa funcionalidade há alguns meses; o app classifica postagens por meio de algoritmo desde 2016

Postado em: 10-12-2021 às 16h44
Por: Giovana Andrade
Ao Senado dos Estados Unidos, Adam Mosseri afirmou que empresa está trabalhando em uma 'versão' dessa funcionalidade há alguns meses; o app classifica postagens por meio de algoritmo desde 2016. | Foto: Reprodução

O Instagram planeja trazer de volta “uma versão” de seu feed cronológico, sem a influência de um algoritmo, a partir do ano que vem. A afirmação foi feita por Adam Mosseri, chefe da rede social, na última quarta-feira (08/12), durante uma audiência ao Senado dos Estados Unidos sobre o Instagram e a segurança de adolescentes

“Estamos trabalhando em uma versão de um feed cronológico que esperamos lançar no ano que vem”, disse Mosseri. Ele afirmou ainda que a empresa está trabalhando nesse recurso “há meses”, mas não compartilhou detalhes sobre como ele funcionaria e se valeria também para os stories, apenas que está planejado para lançar “no primeiro trimestre do próximo ano”.

Nos primórdios do Instagram, as postagens apareciam somente na ordem cronológica. Foi só em 2016, alguns anos depois de o Facebook comprar a rede social, que o app passou a usar um algoritmo que decide a ordem de relevância das fotos e dos vídeos que aparecem no feed.

Continua após a publicidade

Desde então, o aplicativo de compartilhamento fotos defendeu consistentemente o feed de algoritmos, mesmo com as reclamações dos usuários sobre como as postagens são entregues. Em junho desde ano, através de uma postagem, Mosseri disse que um feed cronológico tornava “impossível para a maioria das pessoas ver tudo, muito menos todas as postagens que interessam a elas”. Segundo ele, o feed cronológico resultou em pessoas “perdendo” a maioria das postagens em seu feed em 2016.

Dessa forma, lançar a opção de feed cronológico seria uma um passo contraditório para a rede social. Demonstrando uma mudança de posicionamento, o executivo afirmou, na audiência desta semana, que a possibilidade de acessar o feed cronológico traria “mais transparência”, “prestação de contas” e “mais controle” aos usuários.

O Instagram tem enfrentado críticas sobre como seus algoritmos que classificam e sugerem conteúdo, ainda mais quando se trata de adolescentes e usuários mais jovens. O Congresso também tem debatido uma legislação para controlar os sistemas de classificação das plataformas de mídia social.

Mosseri testemunhou depois que Haugen, ex-gerente de produto do Facebook, vazou documentos que indicam que o Instagram sabia, por meio de estudos internos, sobre os riscos do aplicativo para os usuários mais jovens. Essa é uma das revelações do caso conhecido como Facebook Papers.

Veja Também