Sábado, 04 de fevereiro de 2023

Policiais são atacados por abelhas durante protesto de apicultores no Chile; entenda

Os apicultores cobram ações do governo chileno para enfrentamento à crise hídrica que atinge o país.

Postado em: 04-01-2022 às 13h30
Por: Ícaro Gonçalves
Os apicultores cobram ações do governo chileno para enfrentamento à crise hídrica que atinge o país | Foto: Reprodução

Um protesto de apicultores no Chile terminou nesta segunda-feira (3/1) com quatro manifestantes detidos e sete policiais feridos por picadas de abelhas. O ato ocorreu em frente ao palácio presidencial chileno e cobrava medidas do governo para enfrentar a persistente seca que atinge o país.

Os apicultores que participaram da ação instalaram 60 colmeias, com cerca de 10.000 abelhas, na avenida central onde se encontra o palácio de La Moneda. Os manifestantes bloquearam temporariamente o trânsito e confrontaram os policiais que tentavam retirá-los do local.

Um dos apicultores, José Iturra, disse à mídia local que a seca em Colina, ao norte de Santiago, está exterminando a população local de abelhas. “As abelhas estão morrendo com a seca. Elas têm uma importância global. Se morrerem, não haverá vida aqui”, afirmou o manifestante.

Continua após a publicidade

O encarregada no Ministério da Agricultura pela região metropolitana de Santiago, Omar Guzmán, disse à imprensa que o governo compartilha a preocupação dos apicultores, e que há mesas de trabalho instaladas com a rede apícola e municípios em emergência hídrica na região de Santiago recebendo ajuda para enfrentar a escassez de água.

A assessoria de imprensa da polícia confirmou à agência Reuters que sete policiais ficaram feridos por abelhas enquanto tentavam retirar as colmeias da rua e dispersar os manifestantes.

Veja Também