Ana Maria, Pedro Bial e outros: veja famosos que já trabalharam para o Censo do IBGE

Postado em: 12-01-2022 às 12h00
Por: Ícaro Gonçalves
As inscrições para o processo seletivo para recenseador e agente censitário (23.870 vagas) foram prorrogadas até 21 de janeiro | Foto: Reprodução

O Censo Demográfico 2022 contará com a participação de 183.021 recenseadores, profissionais que visitarão todos os domicílios brasileiros, entrevistando seus moradores. O que muitos não sabem é que profissionais reconhecidos nacionalmente, como a apresentadora Ana Maria Braga e o jornalista Pedro Bial, já tiveram a experiência de trabalharem como recenseadores do IBGE.

A apresentadora Ana Maria Braga foi recenseadores na década de 1970. Ela viu no Censo a oportunidade de obter rendimentos num momento em que se preparava para prestar o vestibular. Ela conta que, para a realização do trabalho, atuou numa área com mais quatro universitários.

“Eu sei que ganhei naquela época uma grana que me ajudou muito. No meu pré-vestibular, eu estudava até de madrugada para poder prestar o exame para entrar na universidade. E me lembro direitinho que me ajudou muito e trabalhei bastante, mas valeu muito a pena”, afirmou Ana Maria em entrevista.

“Então eu batia de casa em casa, ia sempre acompanhada de mais uma pessoa. Era preciso contar quantas pessoas moravam na casa, idade, profissão, escolaridade. Era um questionário bem complexo, e era tudo no papel, e você preenchia na mão tudo aquilo”, relembrou a apresentadora.

Já Pedro Bial, também jornalista e apresentador do programa Conversa com o Bial da TV Globo, diz que a experiência com o Censo 1980, aos 22 anos, foi um ritual de iniciação na vida adulta e de conhecimento do Brasil. Para ele, foi uma experiência de profundidade existencial e humana que ajudou em sua formação.

“É daquelas experiências que mudam a sua vida. Tem o antes e o depois daquele julho ou agosto de 1980. A mim foi incumbido um quarteirão de Copacabana, no Posto 6, com muitos prédios com centenas de apartamentos. Acho que, ao todo, fiz mais que centenas de apartamentos, fiz milhares. Aquilo foi um filme, mais do que um filme, uma série, e que me preparou para a vida”, recorda Bial.

Já André Jung foi baterista das bandas Titãs e Ira! Ele participou do Censo 1980, quando cursava jornalismo na Universidade de São Paulo e iniciava a carreira como músico. “Então me inscrevi na seleção, fiz o exame, passei, fui para o treinamento e comecei a trabalhar, aplicando os questionários em domicílios do bairro de Sumarezinho, em São Paulo. Foi uma experiência incrível, que eu guardo com muito carinho”, disse Jung em 2018, em entrevista para a Revista Retratos, do Instituto.

Censo 2022

Realizado a cada dez anos, o Censo traça o retrato da população e de suas condições de vida. Com informações para todos os municípios, ajuda a definir políticas públicas que beneficiam cidadãos e comunidades. As inscrições para o processo seletivo para recenseador e agente censitário (23.870 vagas) foram prorrogadas até 21 de janeiro. 

Todas as etapas do Censo seguirão rígidos protocolos de saúde e segurança adotados pelo IBGE, de acordo com as melhores práticas de prevenção e combate à Covid-19. “Participar do Censo Demográfico é uma grande oportunidade não somente pela possibilidade de desenvolver competências em diversas áreas, mas também pela consciência de que o recenseador está contribuindo para uma missão importantíssima para nosso país”, afirma o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros.

Compartilhe: