Família real: príncipe Andrew renuncia títulos militares após acusação de abuso sexual

O filho da rainha Elizabeth II, que já tinha se afastado das obrigações reais por tempo indeterminado em novembro de 2019.

Postado em: 13-01-2022 às 16h07
Por: Victoria Lacerda
O filho da rainha Elizabeth II, que já tinha se afastado das obrigações reais por tempo indeterminado em novembro de 2019. | Foto: Reprodução/Internet

Nesta quinta-feira (13/01), o Palácio de Buckingham, informou que o príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, que enfrenta um processo civil nos Estados Unidos por agressão sexual, renunciou aos seus cargos honorários à frente de regimentos militares e associações de caridade. 

“O duque de York continuará a não assumir nenhuma função pública, e estará se defendendo neste caso como um cidadão comum”, esclarece o comunicado.

Importante lembrar que na última quarta-feira (12), uma juíza em Nova York um recurso foi negado ao ser apresentado pelos advogados do príncipe para que indeferisse a denúncia de agressões sexuais apresentada contra seu cliente por Virginia Guiffre, uma americana que o acusa de ter abusado sexualmente dela em 2001.

Continua após a publicidade

O filho da rainha Elizabeth II, que já tinha se afastado das obrigações reais por tempo indeterminado em novembro de 2019, quando o escândalo envolvendo a acusação de abuso sexual entrou em discussão pública, mas ele nega todas as acusações.

Veja Também