Conheça Megan Rohrer, 1º bispo transgênero que precisou usar colete a prova de balas para celebrar missa

É a primeira denominação cristã dos Estados Unidos a fazê-lo. 

Postado em: 28-01-2022 às 11h48
Por: Alexandre Paes
É a primeira denominação cristã dos Estados Unidos a fazê-lo. | Foto: Reprodução/Internet

A Igreja Evangélica Luterana da América, uma das maiores denominações cristãs no país, com quase 3,3 milhões de membros, nomeou seu primeiro bispo abertamente transgênero. É a primeira denominação cristã dos Estados Unidos a fazê-lo. 

Megan Rohrer, de 41 anos, contou em entrevista à BBC que liderar um dos 65 sínodos da Igreja, supervisionando quase 200 congregações no Norte da Califórnia e no Norte de Nevada. 

“A igreja luterana tem trabalhado muito para tentar diminuir a violência de gênero, então acho que minha eleição é parte desse trabalho”, afirmou Megan. 

Continua após a publicidade

“É uma coisa bizarra e maravilhosa. Se você passa a vida inteira sem saber se terá permissão sequer para ser pastor, é uma coisa de outro mundo se imaginar como bispo”, explicou.

Um dos motivos para o termo “bizarro” pode ser explicado por que até na hora de tomar posse do cargo, a trajetória de preconceito e medo por adotar uma identificação não binária o fez tomar uma atitude drástica. Megan Rohrer e a esposa, Laurel, têm dois filhos e vivem em San Francisco, na Califórnia.

​​”O amor é maior que todos os disparates, o amor de Deus é maior, o amor dos fiéis é maior. E, se você ainda não encontrou uma igreja que seja capaz e esteja disposta a recebê-lo, os luteranos vão te receber. Venha orar conosco quando quiser”, finalizou. 

Veja Também