Papa Francisco volta a fazer apelo por paz na Ucrânia durante Missa de Páscoa

Postado em: 17-04-2022 às 10h09
Por: Maria Paula Borges
Líder da Igreja Católica utilizou a história de Caim e Abel para representar a rivalidade | Foto: Alberto Pizzoli

Durante a Missa de Páscoa na Praça São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco voltou a fazer apelos por paz na “martirizada” Ucrânia. O Papa iniciou o discurso afirmando que “nossos olhos estão incrédulos, nesta Páscoa de guerra”. Neste domingo (17/4), a guerra no Leste Europeu, entre Rússia e Ucrânia, completa 53 dias.

Durante o discurso, o líder da Igreja Católica utilizou termos como “crueldade” e “insensatez”, pedindo que o mundo não se habitue à guerra. Além disso, o Papa utilizou a história bíblica de Caim e Abel para se referir aos acontecimentos, ressaltando que ao invés de a humanidade sair junta da pandemia, ela mostrou ter o espírito dos irmãos de enxergar o outro como rival.

“Estamos mostrando que ainda temos dentro de nós o espírito de Caim, que viu Abel não como um irmão, mas como um rival, e pensou em como matá-lo. Precisamos do Senhor crucificando e ressuscitado para que possamos crer na vitória do amor e esperar a reconciliação”, afirmou.

Segundo o Vaticano, aproximadamente 100 mil pessoas acompanharam a Missa que, após dois anos, foi realizada presencialmente.

Compartilhe: