Jovem é forçada a passar por exorcismo em ônibus por ter tatuagens consideradas ‘demoníacas’; entenda

Postado em: 29-05-2022 às 15h53
Por: Ícaro Gonçalves
O religioso considerou os símbolos 'demoníacos' e forçou a influencer a passar por uma sessão de exorcismo na frente de várias outras pessoas | Imagens: Reprodução/Arquivo pessoal

Tatuagens possuem diferentes significados, únicos para cada pessoa. Algumas podem ir de pequenos símbolos na pele, outras podem tampar regiões inteiras do corpo. Há ainda procedimentos novos capazes de tatuar parte dos globos oculares, como é o caso da influencer filipina DeeDee Villegas, que foi obrigada a passar por uma sessão de exorcismo enquanto andava no transporte público da cidade onde vive.

DeeDee é natural de Cebu, nas Filipinas, país situado no sudeste da Ásia. Ela contou à imprensa local que, num dia que circulava em um ônibus, um padre se espantou com suas tatuagens, que cobrem parte do rosto e até regiões dos olhos. O religioso considerou os símbolos ‘demoníacos’ e forçou DeeDee a passar por uma sessão de exorcismo na frente de várias outras pessoas.

“Sofro abuso diariamente nas ruas (…) “Lembro-me de postar minha foto de formatura há três anos. Tornou-se viral e ganhei muito apoio e também conotações negativas das pessoas”, reclamou DeeDee, que é formada em Belas Artes.

A primeira tatuagem foi um mosaico tribal. Depois, a filipina acabou ficando “viciada” em desenhos na pele e não parou mais, cobrindo até o rosto. todo, DeeDee já gastou o correspondente a R$ 120 mil na moeda filipina em tatuagens e outros procedimentos de modificação corporal, em centenas de horas de trabalho, contou reportagem do “Daily Star”.

DeeDee hoje é influencer e virou uma das vozes mais fortes contra o preconceito a tatuados no país asiático, especialmente no TikTok.

Imagem: Reprodução
Compartilhe: