Rússia nega ataque a shopping na Ucrânia

Local foi atingido por míssil na última segunda-feira; ao menos 18 pessoas morreram

Postado em: 28-06-2022 às 08h38
Por: Luan Monteiro
Local foi atingido por míssil na última segunda-feira; ao menos 18 pessoas morreram. | Foto: Reprodução

O Exército da Rússia negou nesta terça-feira (28/6) que tenha atacado um shopping na cidade de Krementchuk, na Ucrânia. Segundo o exército do país, o alvo foi um depósito de armas enviadas pelos EUA, e que as explosões desencadearam, por consequência, o incêndio no centro comercial.

O local foi atingido na tarde da última segunda-feira (27), deixando ao menos 18 mortos. Autoridades afirmam que entre 21 e 36 outras pessoas seguem desaparecidas nos escombros, as buscas continuam.

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, disse em seu discurso que o ataque tornou Moscou “a maior organização terrorista do mundo”. “Somente terroristas totalmente insanos, que não deveriam ter lugar na Terra, podem lançar mísseis contra um alvo desse”, afirmou.

Continua após a publicidade

A Força Aérea da ucraniana diz que a Rússia atingiu o shopping, localizado perto de uma estação ferroviária, com dois mísseis de cruzeiro. O episódio também foi comentado por líderes do G7, que reúnem-se na Alemanha e já conversaram com Zelenski. O presidente francês, Emmanuel Macron, chamou o ataque de “mais um crime de guerra”.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, também criticou o ataque, pouco após anunciar um novo pacote de sanções contra membros de setores de defesa da Rússia, apoiadores da invasão na Ucrânia e autoridades da ditadura da Belarus.

O ataque

Na última segunda-feira (27), misseis atingiram um shopping na cidade de industrial de Krementchuk. Segundo autoridades da Ucrânia, haviam mais de mil pessoas no local no momento do ataque.

Serviços de emergência confirmaram ao menos 18 mortos em decorrência do ataque e outros 59 feridos. Krementchuk é uma cidade industrial com pouco mais de 200 mil habitantes e sedia a maior refinaria de petróleo da Ucrânia.

“Atingiram um shopping center com mais de mil civis dentro”, disse o presidente ucraniano. “Está pegando fogo e as equipes de resgate estão tentando apagar as chamas. O número de vítimas é impossível de imaginar.”

Veja Também