Putin impõe condições para facilitar exportações de grãos ucranianos

Para ele, sanções contra a exportação de alimentos da Rússia devem ser removidas.

Postado em: 20-07-2022 às 13h34
Por: Luan Monteiro
Para ele, sanções contra a exportação de alimentos da Rússia devem ser removidas. | Foto: Reprodução

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, impôs na última terça-feira (19/7) condições para manter a exportação de grãos da Ucrânia. Para ele, sanções contra a exportação de alimentos da Rússia devem ser removidas.

“Vamos facilitar a exportação de grãos ucranianos, mas estamos partindo do fato de que todas as restrições relacionadas às entregas aéreas para a exportação de grãos russos serão levantadas”, disse.

A intervenção militar da Rússia na Ucrânia prejudicou os embarques de um dos maiores exportadores mundiais de trigo e outros grãos, provocando temores de escassez global de alimentos.

Continua após a publicidade

“Como vocês sabem, os americanos suspenderam – essencialmente suspenderam – as restrições ao fornecimento de fertilizantes russos aos mercados mundiais”, disse Putin. “Se eles desejam sinceramente melhorar a situação nos mercados internacionais de alimentos, espero que o mesmo aconteça com o fornecimento de grãos russos para exportação.”, continuou.

Os preços dos cereais na África, o continente mais pobre do mundo, dispararam por causa da queda nas exportações da Ucrânia, acentuando o impacto do conflito e das mudanças climáticas e provocando temores de agitação social. As Nações Unidas (ONU) disseram que a África enfrenta uma crise “sem precedentes” causada pelo conflito.

Autoridades da ONU, russas, ucranianas e turcas chegaram a um acordo provisório sobre alguns aspectos de um acordo para garantir a exportação de 22 milhões de toneladas de grãos e outros produtos agrícolas desesperadamente necessários atualmente presos nos portos do Mar Negro da Ucrânia pelos combates. Alcançar o acordo marcaria um grande passo para aliviar a crise alimentar que elevou os preços de commodities vitais, como trigo e cevada.

Veja Também