Quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Governo de Singapura oferece bolsas integrais e US$ 2.200 por mês para pesquisadores estrangeiros

O programa também oferece auxílio para instalação no país e passagens aéreas

Postado em: 21-11-2022 às 11h33
Por: Ícaro Gonçalves
O programa também oferece auxílio para instalação no país e passagens aéreas | Foto: Reprodução

O Governo de Singapura abriu inscrições para pesquisadores estrangeiros interessados em cursar PhD no país, nas áreas de Ciências Biomédicas, Engenharia e temas ligados às Ciências Físicas. O programa Singapore International Graduate Award (SINGA) oferece aos estudantes bolsas integrais nas universidades participantes, além de um valor mensal de US$ 2.200.

O período de inscrições vai até 1º de dezembro para o programa voltado a alunos de doutorado. Os estudos começam em agosto de 2023. Os estudantes podem escolher entre fazer sua pesquisa na agência de ciência e tecnologia do governo (A*STAR) ou em três universidades do país: a Nanyang Technological University (NTU), a National University of Singapore (NUS) e a Singapore University of Technology and Design (SUTD).

As aulas serão promovidas em inglês em qualquer um destes institutos de Singapura e é possível explorar os temas de pesquisa trabalhados no site da iniciativa do governo de Singapura. Além da bolsa e da ajuda de custo, o programa ainda oferece um auxílio financeiro de US$ 1.000 para instalação no país e US$ 1.500 para passagens aéreas.

Continua após a publicidade

Leia também: OVG abre edital para cinco mil novas bolsas do ProBem

Como participar

Para atender aos pré-requisitos, é preciso enviar histórico acadêmico de graduação e duas cartas de recomendação, que devem ser submetidas online. Embora não seja obrigatório ter concluído um mestrado antes de fazer a inscrição às bolsas para PhD, quem possuir o diploma também deve submeter histórico e certificado.

Clique aqui para acessar o site de inscrições

Exames de proficiência (IELTS e TOEFL) e padronizados (GRE ou SAT) podem ser enviados como documentação complementar, mas não são obrigatórios. Como o programa do governo de Singapura destaca, entretanto, as universidades têm liberdade de pedi-los.

A avaliação dos candidatos à bolsa é feita majoritariamente com base no histórico acadêmico e nas cartas de recomendação.

Veja Também