Conveniência nos negócios: importância de estratégias em multicanais

Não apenas o Facebook é importante, mas outros canais como o WhatsApp estão se mostrando bem fortes no segmento

Postado em: 20-07-2022 às 09h21
Por: Redação
Não apenas o Facebook é importante, mas outros canais como o WhatsApp estão se mostrando bem fortes no segmento | Foto: Reprodução

Marcelo Navarini

Uma tendência que vem crescendo de forma significativa dentro do mercado do varejo é o social commerce. Esse modelo de negócio contempla uma evolução incremental por meio de outras integrações, de forma a ampliar a oferta de valor para nossos clientes, trazendo grande comodidade para os processos de compra e venda, satisfazendo ambas as partes.

Integrações com as redes sociais, como o Facebook, permitem que o seller conecte seu catálogo diretamente na rede social, ajudando a alavancar as vendas, permitindo também o direcionamento para a loja on-line ou para diversos marketplaces. Vejo essa movimentação como um investimento essencial para as empresas. Na nossa experiência, desenvolvemos soluções que permitem que nossos clientes tenham mais facilidades para atuar dentro do contexto do social commerce.

Continua após a publicidade

Não apenas o Facebook é importante, mas outros canais como o WhatsApp estão se mostrando bem fortes no segmento. O aplicativo é uma ferramenta bastante utilizada, especialmente no Brasil pelas pequenas e médias empresas (PMEs), embora ainda haja desafios de escala para esse setor. Expandir o atendimento para o app pode ser um meio de gerar negócios de forma rápida com os clientes, uma vez que esse canal se tornou preferencial para os consumidores. 

Recentemente, uma grande varejista nacional sinalizou que as vendas por WhatsApp já representam 50% das vendas digitais. É perceptível que o próprio WhatsApp está avançando em direção a se tornar uma plataforma essencial para os negócios, oferecendo soluções para ampliar o alcance das vendas dos seus usuários.

Estudo divulgado pela plataforma Cupom Válido, que reuniu dados da Hootsuite e WeAreSocial, mostra que o Brasil é o terceiro país do mundo que mais usa redes sociais. Aqui, ficamos, em média, 3 horas e 42 minutos por dia conectados, ficando atrás apenas de Filipinas e Colômbia. Neste cenário, fica clara a importância de as empresas também estarem nessas plataformas on-line que reúnem milhões de potenciais clientes, com consistência e com boa segmentação de públicos e ofertas.

Uma vez presente nas redes sociais, é essencial testar quais ações têm mais impacto com o público, criar ofertas segmentadas e de acordo com a sazonalidade dos negócios. Por fim, as métricas obtidas nas redes sociais também podem ser um instrumento para aumentar a frequência de compras ou visitas às lojas físicas, com impacto no ticket médio.

Empresas que não investem nessa multicanalidade deixam passar a oportunidade de capacitar a fidelização dos clientes, tornando a comunicação mais direta e com isso também deixam de receber feedbacks rápidos que ajudam o empreendedor a corrigir a rota se necessário ou identificar oportunidades por meio da interação com os clientes. Ainda, perdem um instrumento para ampliar o mercado alvo e com isso aumentar o potencial de vendas.

É bastante comum que as lojas, mesmo que somente com atuação física, tenham presença nas redes sociais e que tenham algum tipo de relacionamento com seu público-alvo através dessas plataformas. Por meio de estratégias multicanais é possível proporcionar mais comodidade para realizar transações, compras recorrentes, tornando a experiência de compra mais fluída. Para o seller, é uma venda que tem maior potencial de escala, pela amplitude dos canais e proposta de automação.

Ainda pensando em lojas físicas, outra opção que gera comodidade é a implementação do PIX no ponto de venda, que vem tendo ótima aceitação pelos consumidores como solução para transações comerciais presenciais. Para as empresas, representa redução no ciclo financeiro ao permitir que o recebimento ocorra de forma instantânea, com impacto positivo na gestão do capital de giro e com conciliação automática com a sua gestão financeira.

Estratégias que envolvem diversos canais, além de estarem atreladas à conveniência nos negócios, também aumentam a capacidade de expansão do mercado e público-alvo, especialmente para negócios de nicho que conseguem adicionar valor agregado para suas ofertas.

Marcelo Navarini é diretor de operações de empresa que oferece sistema de gestão on-line de negócios

Veja Também