Candidatos, atentem-se: empresas abrem muitas vagas agora

Felizmente, iniciamos 2022 com um cenário muito mais animador, aumentando o número de estagiários no mercado

Postado em: 15-08-2022 às 08h53
Por: Redação
Para conseguir uma vaga, é muito importante estar bem alinhado e fortalecer as buscas | Foto: Reprodução

Carlos Henrique Mencaci 

O segundo semestre promete espaço para muitas oportunidades de estágio. Aprenda a se preparar!

Felizmente, iniciamos 2022 com um cenário muito mais animador, aumentando o número de estagiários no mercado e agora, início do segundo semestre, é uma boa época para potencializar os esforços e conseguir uma vaga. Afinal, diversas empresas abrem seus processos seletivos para essa temporada. 

Continua após a publicidade

Por isso, é muito importante estar bem alinhado e fortalecer as buscas. Nesse sentido, recebo muitas perguntas sobre como se preparar para conquistar a tão esperada oportunidade de estágio, pois trata-se de um diferencial na vida do estudante. Vamos lá.

Atente-se aos sites do setor, são páginas com muitos associados especializados na abertura e encaminhamento de posições dessa modalidade. São chamados legalmente de “agentes de integração”, conforme a Lei do Estágio, 11.788/2008. 

Aqui vale uma observação: de acordo com o dispositivo legal sobre a função desses intermediadores. Veja: “Art. 5º As instituições de ensino e as partes cedentes de estágio podem, a seu critério, recorrer a serviços de agentes de integração públicos e privados, mediante condições acordadas em instrumento jurídico apropriado, devendo ser observada, no caso de contratação com recursos públicos, a legislação que estabelece as normas gerais de licitação. § 1º Cabe aos agentes de integração, como auxiliares no processo de aperfeiçoamento do instituto do estágio: I – identificar oportunidades de estágio; II – ajustar suas condições de realização; III – fazer o acompanhamento administrativo; IV – encaminhar negociação de seguros contra acidentes pessoais; V – cadastrar os estudantes. § 2º É vedada a cobrança de qualquer valor dos estudantes, a título de remuneração pelos serviços referidos nos incisos deste artigo”.

Aproveite todo tempo livre para adquirir conhecimentos novos e investir na carreira – a capacitação é um detalhe diferencial em meio à concorrência. Aliás, por conta da pandemia, muitas organizações e instituições de ensino disponibilizaram cursos gratuitos e permanecem oferecendo esses conteúdos até hoje. Ou seja, não há tempo para perder em se destacar!

Mantenha o currículo (CV) atualizado e atraente –  os últimos anos e acontecimentos no mundo impuseram novas habilidades e competências para a atual conjuntura dos negócios. Sendo assim, revise e preserve seu CV atualizado, inclusive nos sites cadastrados. Ademais, um documento de apresentação deve ser redigido corretamente e com um bom português. Isso tem grande valor e pode ser o fator decisivo entre ser convocado ou não para uma entrevista. 

Estude sobre a companhia na qual fará o processo seletivo –  acesse o site, as redes sociais e saiba mais sobre sua missão, projetos, serviços, produtos, concorrentes e como o anda seu nicho. Vale a pena, também, procurar por algum colaborador da área ou da própria corporação pelo Linkedin e fazer networking. Isso demonstra interesse e pró-atividade. Certamente, te deixará mais calmo e preparado para o diálogo com o recrutador.

Lembre-se: o espírito de equipe e a criatividade contam muitos pontos – o pensamento fora da caixa virou um protagonista devido à crise da Covid-19. Logo, notar essa maestria enche os olhos do selecionador. Portanto, não esconda essa valiosa aptidão. Já a colaboração é outro fator fundamental para os empreendimentos, então, dedique-se nisso e demonstre muita empatia por todos.

Persista! A vida é repleta de “nãos”, mas eles jamais vão nos definir. Invista tempo em você e na sua qualificação, pois, como sempre digo: existe a vaga exata para o candidato certo. Cada indivíduo tem uma característica e, da mesma forma, as marcas buscam pessoas mais alinhadas à entidade. Não se preocupe. No mais, acredite em você, vá confiante e aproveite o estágio para aprender e crescer na carreira.

Benefícios do estágio

Sempre gosto de reforçar: o ato educativo é um tempo de treino e experiência. Por isso, é diferente do emprego (regime CLT) e, assim, não gera vínculo empregatício. Dessa forma, existem benefícios para todos os envolvidos. Afinal, a iniciativa foi criada para inserir esses estudantes no mundo corporativo – sejam jovens ou os mais experientes em transição de carreira – e eles colocarem em prática os conhecimentos da sala de aula, promovendo muita inovação no meio. 

O atuante tem a carga horária reduzida, de quatro ou, no máximo, seis horas diárias e 30 horas semanais. Além disso, tem direito a bolsa-auxílio e auxílio-transporte (quando extracurricular, ou seja, não obrigatório), recesso remunerado e seguro contra acidentes pessoais. Outras vantagens como assistência médica, vale-refeição ou alimentação ficam a critério de cada companhia, mas não são mandatórias. 

Para as contratantes existem os ganhos diretamente relacionados aos tópicos estabelecidos na lei. A organização fica livre de pagar encargos trabalhistas, tais como: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), 13º salário, um terço sobre férias e eventual multa rescisória. Esses proveitos foram criados para facilitar a admissão de quem mais precisa de uma chance para dar o start.

Como eu disse, dessa forma, tanto as empregadoras adquirem novos talentos, quanto os acadêmicos a tão sonhada experiência e integração na área. Assim, sendo bem treinado, esse sujeito pode aplicar com qualidade e assertividade os conteúdos recém aprendidos nas classes.

Estamos em busca de um país economicamente ativo e aliado da educação. Portanto, lutamos para assegurar os direitos desses estudantes e sua inserção no mercado de forma justa e equilibrada. Assim, constrói-se um caminho para um futuro melhor do País. Então, faça parte desse projeto: conserve nossa nação aprendendo. Vamos lutar pelo Brasil juntos! 

Carlos Henrique Mencaci é presidente da Associação Brasileira de Estágios (Abres)

Veja Também