Marconi diz que Goiás deve atrair novos investimentos

Postado em: 20-02-2016 às 00h00
Por: Redação
O governador se apresentou como um desbravador muito interessado em despertar a atenção dos investidores, empresários e técnicos da Austrália e da Nova Zelândia pelo mercado goiano

O último dia da agenda do governador Marconi Perillo (PSDB) na missão à Oceania foi recheado de constatações de que a vida, a economia e a cultura dos australianos e neozelandeses passaram a perceber melhor o Brasil e, especificamente, o Estado de Goiás. Marconi fez uma apresentação de Goiás e suas potencialidades na Câmara de Comércio de Auckland e convidou a conselheira de Comércio Internacional, Smitha Shahbhag, a visitar Goiás. Ela disse que incluirá Goiás na próxima missão internacional da Câmara de Comércio de Aukland.

Nessa palestra, Marconi estava acompanhado da cônsul-geral do Brasil na Nova Zelândia, Katia MacKenzie, do presidente da Fieg, Pedro Alves de Oliveira, e outros empresários goianos. No Ministério das Relações Exteriores e Comércio da Nova Zelândia, foi recebido pelo diretor comercial, Malcom Milla, onde apresentou as potencialidades de Goiás e ouviu informações sobre a economia e a educação locais e os interesses comerciais dos neozelandeses.

Também ficou claro nos contatos de hoje que os dois países estão assustados com a desaceleração da economia da China, com quem mantêm uma estreita ligação econômica e país que disputa a liderança de mercados no mundo com os Estados Unidos. Seja no meio econômico ou acadêmico, as atenções começam a se voltar para alternativas de diversificação que tirem a região da condição de dependência dos chineses. A comitiva percebeu a vontade de negociar, mas também a falta de projetos concretos, de negócios novos entre este país e os interessados brasileiros. 

Compartilhe: