Marconi: “Não vai sobrar lugar para a corrupção”

Postado em: 29-03-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Governador lançou ontem a ferramenta Assistente Virtual, que visa dar mais transparência às ações de sua gestão, tendo o cidadão como principal ator

Venceslau Pimentel

Ao lançar ontem a ferramenta Assistente Virtual (ATV), que tem por objetivo aprimorar e facilitar o acesso do cidadão às informações sobre o poder público estadual, o governador Marconi Perillo (PSDB) disse que a tomada de ações de transparência não vai mais permitir que a corrupção continue grassando nas administrações públicas. “Na medida em que nós nos esforçamos, cobrando que figuremos em um tempo não tão distante em primeiro lugar em todos os rankings de transparência do país, e na medida em que vários governos se dispõem a enfrentar efetivamente a questão da transparência, não vai sobrar lugar para atos que desvirtuem os princípios da administração básica; para iniciativas de corrupção, de desvios de recursos”, sustentou.

Em discurso, Marconi observou que o Brasil está mudando de forma radical. “Mudando porque suas instituições são fortes e democráticas, o Poder Judiciário e Ministério Público atuantes; a imprensa cada vez mais livre, e diversos governos começaram a levar a sério a Lei da Transparência nas contas dos estados”.

De acordo com o governo, o assistente virtual é uma ferramenta pioneira no País na área da administração pública, será operacionalizada no Portal da Transparência do Governo de Goiás, coordenado pela Controladoria Geral do Estado (CGE).

O cidadão, quando acessar o Portal, terá à sua disposição os avatares Cora, Beto e Tina. Por meio desses canais, poderá fazer perguntas, a qualquer tempo, sobre quaisquer temas da administração estadual cujos conteúdos sejam preexistentes no Portal da Transparência.

“O cidadão não ficará sem resposta. Estamos inaugurando um novo momento de relacionamento com a sociedade”, disse o secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado, Adauto Barbosa. As respostas são instantâneas, e o cidadão poderá avaliar se obteve o resultado desejado. Se o sistema não dispuser da informação completa no momento solicitado, o questionamento é encaminhado a uma central da CGE que se encarregará de responder ao solicitante.

Goiás ocupa o 1º lugar no Ranking da Transparência da Controladoria-Geral da União. O governador lembrou que ainda no início da administração passada, tinha a meta de cumprir os princípios básicos e fundamentais do Estado, que estão englobados na transparência. “Fico extremamente contente ao perceber que as nossas determinações têm sido levadas muito a sério”, afirmou.

Para o governador, os cidadãos têm cada vez mais curiosidade de saber como está a administração, de participarem ativamente do desenvolvimento do governo. “A consciência cidadã também vai crescendo e vamos dando lugar a outro tipo de Estado. O Brasil mudou muito e nós do Governo de Goiás estamos dando nossa contribuição”, afirmou, acrescentando que nada de governo nenhum deve ficar escondido. 

Governador diz que a educação é o futuro

Na reunião de trabalho, ontem, na Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), o governador Marconi Perillo comunicou sobre um novo chamamento público para a qualificação de Organizações Sociais, que irão gerenciar escolas públicas do Estado. Ele voltou a afirmar que o governo continua determinado a implantar o sistema no ensino público de Goiás.

“Não há nenhuma chance do governo recuar. Percebemos as mudanças na saúde, onde foi implantada a gestão por OS. Temos certeza que é possível fazer algo diferente e melhor na Educação, valorizando professor e alunos, com a coordenação da Secretaria. Todo esforço está sendo feito em Goiás para que a educação pública faça a diferença”, afirmou.

Na semana passada, as OSs que se candidataram para administrar 23 escolas foram desclassificadas. “Não queremos qualquer tipo de OS”, salientou Marconi. “Não queremos que este conceito seja desmoralizado. Queremos fazer a diferença na educação em Goiás. Queremos que este projeto seja revolucionário como aconteceu na área da Saúde. Educação tem suas especificidades e é preciso ter cuidado para que implementemos um modelo que se torne referência”.

Na reunião, o governador aprovou a construção e a reforma de novas escolas e quadras poliesportivas ainda neste ano e garantiu viabilizar mais recursos para o custeio do transporte escolar no interior.

As medidas integram o pacote de ações pedagógicas e de infraestrutura apresentadas a ele pela secretária Raquel Teixeira e pelos 17 superintendentes-executivos da pasta, com o objetivo de atingir os planos de governo.

Após a aprovação, os projetos seguem agora para formatação e execução. Entre eles está a construção/reforma de 300 escolas e mais de 200 quadras poliesportivas nas unidades, de diferentes regiões do Estado, e a elaboração de um novo conceito de educação integral.

Inova Goiás

“Essas reuniões nos dão a noção exata da execução do plano de governo, previstos no Goiás Mais Competitivo, Inova Goiás e nos Programas da educação. Estou otimista e entusiasmado com o que estamos realizando na Educação. Fomos primeiro lugar em 2013 (Ideb) e queremos continuar bem em relação aos indicadores educacionais. Estamos fazendo tudo de forma sólida. A educação é o futuro, que vai fazer a diferença neste tempo de crise”, destacou o governador. 

 

Compartilhe: