Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

10 pérolas que os deputados deixaram escapar na votação do impeachment

Além de dedicar o voto ao pai, mãe, esposa e filhos, alguns parlamentares acrescentaram justificativas polêmicas à decisão

Postado em: 18-04-2016 às 16h00
Por: Redação
Além de dedicar o voto ao pai, mãe, esposa e filhos, alguns parlamentares acrescentaram justificativas polêmicas à decisão

Jéssica Chiareli

Depois de seis horas de votação na Câmara no último domingo (18), a maioria dos parlamentares, com 367 votos a favor, aprovaram o seguimento do processo de impeachment da presidenta Dilma Roussef. Agora, ele passará por nova votação no Senado.

Continua após a publicidade

Além do resultado pela aprovação do processo, os parlamentares chamaram a atenção de quem acompanhou a votação por outro motivo: as declarações polêmicas. Muitos deputados se empolgaram na hora de votar e acabaram soltando verdadeiras perólas. Confira algumas das que mais chamaram a atenção:

1 – Delegado Éder Mauro (PSD-PA)

“Eu, junto com meus filhos e minha esposa que formamos a família no Brasil, que tanto esses bandidos querem destruir com propostas de que crianças troquem de sexo e aprendam sexo nas escola com seis anos de idade, meu voto é sim!”

2 – Goberto Nascimento (PSC – SP)

“Sim pelos 60 milhões de pessoas com o nome no SPC!”

3 – Josué Bengston (PTB- PA)

“Pela família quadrangular evangélica brasileira”.

4 – Lucas Vergilio (SD-GO) 

“Pelos corretores de seguro”

5 – Marinha Raupp (PMDB – RO) 

“Pela BR-429”

6 – Ronaldo Fonseca (PROS -DF)

“Pela paz em Jerusalém”

7 – Cícero Almeida (PMDB – AL)

“Senhor, presidente. Senhores, deputados, esse momento não estava na minha programação”

8 – Diego Garcia (PHS-PR) 

“Terra da Lava-Jato, avante!”

9 – Mandetta (DEM-MS)

“Por causa de Campo Grande, a morena mais linda do Brasil, o voto é sim.”

10 – Marcelo Álvaro Antônio (PR-MG) 

“Só corrigir aqui uma situação: queria mandar um abraço, eu não mencionei meu filho, Paulo Henrique. Paulo Henrique, é para você meu filho! Um beijo!” (invadindo o tempo de fala de Mário Heringer do PDT-MG).

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil  

Veja Também