Governador anuncia reajuste salarial de 12,33% para servidores da segurança

Em reunião com dirigentes de entidades que representam segmento, governador e vice confirmam pagamento de parcela em dezembro deste ano

Postado em: 16-09-2016 às 17h20
Por: Toni Nascimento
Em reunião com dirigentes de entidades que representam segmento, governador e vice confirmam pagamento de parcela em dezembro deste ano


O governador Marconi Perillo e o vice-governador e titular da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), José Eliton, anunciaram na manhã desta sexta-feira (16) a retomada do pagamento relativo ao reajuste salarial escalonado de servidores da área de Segurança Pública do Estado, da ordem de 12,33%, em dezembro deste ano.
 
 A confirmação do cumprimento de acordo firmado com a categoria em 2015 foi feita durante reunião realizada no Palácio das Esmeraldas, que contou com as presenças do deputado federal João Campos e dirigentes das entidades que representam a categoria.
 
O reajuste dos valores dos subsídios das carreiras dos servidores foi aprovado pela Assembléia Legislativa em 28 de abril de 2014, com previsão de dispêndios sempre no mês de dezembro: 18,50% (2014); 12,33% (2015); 12,33% (2016); e 12,33% (2017). Os valores relativos ao ano passado, em face da crise econômica que recrudesceu no país, foram negociados com a categoria para serem quitados em 2018.
 
Representantes dos servidores à época, sensíveis com a grave situação financeira, concordaram com o adiamento. Na reunião desta sexta-feira, o governador Marconi Perillo selou o compromisso com a retomada do cronograma proposto.
 
O governador Marconi Perillo afirma que o pagamento desse compromisso é “reflexo do ajuste fiscal” de 2015. “Se não tivéssemos feito o que propusemos no ano passado, estaríamos desmoralizados hoje”, disse. “Não estaríamos pagando salários e não poderíamos dar aumento”, afirma.
 
Ele cita outros estados que não se planejaram e hoje têm dificuldades para arcar com despesas básicas. “Fizemos as coisas com os pés no chão, todos se sacrificaram um pouco”, destaca. “Agradeço demais a compreensão dos servidores”, reitera.
   
“Essa reposição salarial veio num momento de crise, como forma de oxigenar a tropa, uma motivação a mais nessa atividade de grande importância. Temos demonstrado capacidade em atender as demandas da sociedade”, diz o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia e Bombeiros Militar de Goiás (Assego), subtenente da PM Luís Cláudio Coelho de Jesus
                     
O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM/BM de Goiás, sargento Gilberto Cândido, afirma que a medida será importante para a categoria, já que “havia uma expectativa grande a respeito do pagamento”. Ele também relatou que “a reunião realizada na quarta-feira com o vice-governador José Eliton ao sinalizar que o reajuste seria acertado”. (SSPAP)
 
 
 

Veja Também