Vanderlan sugere melhorar a arrecadação de impostos

Candidato pelo PSB, Vanderlan Cardoso também discutiu suas propostas nas áreas de saúde, educação e transporte coletivo

Postado em: 20-10-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Candidato pelo PSB, Vanderlan Cardoso também discutiu suas propostas nas áreas de saúde, educação e transporte coletivo

Com tom propositivo, Vanderlan Cardoso (PSB), candidato a Prefeitura de Goiânia, concedeu entrevista à emissora de rádio na manhã de ontem (19). O candidato da coligação Uma Nova Goiânia reforçou suas propostas nas áreas de saúde, educação, transporte coletivo, moradia, além de geração de emprego e renda. “Quero ser um dos melhores prefeitos que Goiânia já teve”, reafirmou.
“O IPTU não precisa de aumento acima da inflação”, disse Cardoso depois de pergunta de um ouvinte. “Basta investir na geração de emprego e renda. Há 16 anos, a participação de Goiânia era de 30% na arrecadação de impostos de Goiás. Com essa política atrasada, isso veio caindo e hoje a participação é de 15%”, argumentou.
“Quando se investe na melhoria da arrecadação do município, por meio de geração de emprego e no desenvolvimento, e consequente aumento na renda e no consumo por parte da população, não é necessário aumentar impostos”, completou o prefeitável. 
Sobre o transporte público, outra questão crucial para o goianiense, Vanderlan reafirmou que vai fazer o contrato com as empresas ser cumprido. Além disso, vai investir nos corredores exclusivos para dar fluidez e dar pontualidade para os ônibus, mas reforça que é preciso estudos técnicos para implantação deles, sem penalizar o comerciante. Uma das soluções apontadas é colocar os corredores do lado esquerdo da via, não do direito, como foi feito na Avenida T-63, na região Sul da capital.

Candidato nega acabar com as ciclovias
Vanderlan Cardoso (PSB) explicou nesta quarta-feira (19) que não vai acabar com as ciclovias em Goiânia, mas sim rever a forma como elas foram implantadas nos principais corredores da cidade. Um dos exemplos é a Avenida T-63, que conta com um corredor para ônibus do lado direito da pista, e a ciclovia foi instalada no canteiro central.
O candidato do PSB entende que a medida prejudicou o comércio da região e é preciso repensar a mudança do corredor preferencial para o lado esquerdo da pista, o que acarretaria mudança na posição da ciclovia. "O que nós vamos fazer é intensificar a construção de mais ciclovias, e não apenas nas regiões centrais, como vem ocorrendo”, explicou. 
“Vamos levar para as demais regiões de Goiânia também. Agora, o que eu tenho criticado é a forma que elas vêm sendo feitas, sem estudo e planejamento. Vamos sim construir mais ciclovias em Goiânia, mas sem prejudicar o comércio das avenidas, como aconteceu na T-63. Isso não é difícil fazer, basta planejar melhor", afirmou o candidato.
O socialista disse entender que as ciclovias são uma solução moderna de mobilidade e não podem ficar de fora do plano de gestão de nenhum administrador de grandes cidades. “A cidade tem muitos pontos a serem discutidos. Não basta apenas sair fazendo as coisas sem planejamento em favor de uns e prejuízo de outros. Eleito prefeito, toda a sociedade vai decidir junta o que é melhor”, completou. 

Veja Também