Marconi inaugura nova GO-326

Governador inaugurou escola, praça e entregou benefícios em Montes Claros, na comemoração de 53 anos de emancipação política

Postado em: 21-10-2016 às 16h05
Por: Toni Nascimento
Governador inaugurou escola, praça e entregou benefícios em Montes Claros, na comemoração de 53 anos de emancipação política


Foi inaugurado nesta sexta-feira (21) o trecho de 51,6 quilômetros de pavimentação da GO-326, entre os municípios de Jaupaci e Montes Claros de Goiás.  O Governador de Goiás, Marconi Perillo participou de duas solenidades de inauguração, uma em cada município.

Na oportunidade ele destacou que essa é mais uma importante ligação rodoviária entre os Estados de Goiás e Mato Grosso, uma rodovia de integração regional, especialmente agora que ambos os estados estão mais unidos pela importância do Consórcio Brasil Central.

A obra faz parte do programa Rodovida Construção, da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop). O Governo de Goiás investiu R$ 53,5 milhões na pavimentação. Agora intitulada Rodovia Juca Rocha, ela vai contribuir para a melhoria no índice de desenvolvimento econômico e no escoamento da produção de grãos na região. A pista recebeu os serviços de terraplanagem, pavimentação, sinalização vertical e horizontal e tratamento superficial duplo com microrevestimento.

Continua após a publicidade

Prefeito de Montes Claros, José Vilmar ressaltou que a rodovia tem um papel transformador para as cidades da região Oeste de Goiás. Disse que a nova GO-326 servirá como mais um ponto de ligação entre Goiás, Mato Grosso e Brasília. “Então é uma obra que está trazendo benefícios, não só para Montes Claros, mas para toda a região. O senhor transformou, modernizou o Estado de Goiás. Hoje é um estado copiado por outros estados”, agradeceu.

Ele ressaltou que, apesar do alto investimento, os benefícios têm alcance maior do que as duas cidades. “Custou 53 milhões. Muito dinheiro, mas um dinheiro bem investido. Não é uma rodovia que vai servir apenas a Montes Claros ou a Jaupaci, que um ‘cotovelo’. As pessoas vinham aqui e tinham de voltar”, afirmou em Jaupaci.
 
 (Com informações do Governo de Goiás)
 

Veja Também