Patriarca da Odebrecht revela que Arena Corinthians foi presente para Lula

Emílio informou que o presente foi uma retribuição a uma suposta a ajuda que Lula deu a empresa nos oito anos em que foi presidente

Postado em: 23-10-2016 às 10h50
Por: Toni Nascimento
Emílio informou que o presente foi uma retribuição a uma suposta a ajuda que Lula deu a empresa nos oito anos em que foi presidente


Da Redação
O presidente do conselho de administração da empresa Odebrecht, Emílio Odebrecht, que está em fase de negociação no acordo de delação premiada declarou que a Arena Corinthians é um presente da empresa para o ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, conhecido popularmente como Lula.

A notícia que foi veiculada pela Folha de São Paulo informa que o presente foi uma retribuição a uma suposta a ajuda que Lula deu a empresa nos oito anos em que esteve no comando do poder executivo no Brasil.

O estádio do Corinthians, que fica na Zona Leste de São Paulo, foi construído pela empreiteira entre 2011 á 2014. Ele custou R$  1,2 bilhões, quase 50% acima do valor estimado no começo do projeto, que era R$ 820 milhões.  

Continua após a publicidade

A matéria da Folha informa que a idéia do estádio surgiu com o ex-presidente Lula. Ele atribui os maus resultados do time a falta de um estádio.

Segundo a Folha o faturamento do grupo Odebrecht foi de R$ 17,3 milhões para R$ 132 milhões de 2003 á 2015, que são equivalentes aos anos em que o Partido dos Trabalhadores (PT) esteve no poder.

O filho de Emílio, Marcelo Odebrecht, e mais 80 executivos recorrem a delação premiada para tentar amenizar suas penas. Emílio também aderiu à delação em uma tentativa de salvar o grupo da falência. Ele foi um dos principais interlocutores do Lula.

(Foto: IG)

 

Veja Também