Justiça acata mandado de busca e apreensão em comitê de candidato a prefeitura

O objetivo é investigar suposta distribuição de gasolina aos eleitores em troca da afixação de adesivos

Postado em: 29-10-2016 às 19h30
Por: Toni Nascimento
O objetivo é investigar suposta distribuição de gasolina aos eleitores em troca da afixação de adesivos


Da Redação
A juíza eleitoral Rozana Fernandes Camapum acatou o pedido de busca e apreensão no comitê eleitoral do candidato a prefeitura da capital Iris Rezende (PMDB) na tarde deste sábado (29).

Também foram realizadas buscas no escritório do PMDB na cidade e em um posto de gasolina na Avenida Mangalô. O objetivo na ação é investigar uma suposta distribuição de gasolina aos eleitores em troca da afixação de adesivos.

A medida que foi efetuada pelo Ministério Público Eleitoral e pela Polícia Federal um dia antes do 2º turno das eleições municipais, foi ingressada pela coligação do adversário eleitoral Vanderlan Cardoso.

Continua após a publicidade

Em nota de esclarecimento, a Coligação Experiência e Confiança afirma nenhum documento foi apreendido no escritório político da Avenida T-9 ou no diretório estadual do partido  e que a única apreensão realizada pela oficial de justiça foi no posto de combustível Mangalô, na região Noroeste.

A nota também diz que a campanha de iris sempre foi realizada de forma limpa, propositiva e obedecendo a todas as determinações legais.

Veja Também