Deputados goianos aprovam fundo eleitoral de R$ 6 bilhões

Apenas três deputados foram contrários ao aumento

Postado em: 16-07-2021 às 08h23
Por: Redação
Apenas três deputados foram contrários ao aumento | Foto: Reprodução

A maioria dos deputados goianos foram favoráveis ao texto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022, que determina as metas e prioridades para os gastos do governo no ano que vem. Um dos dispositivos incluído pelo relator do projeto está o aumento do fundo eleitoral para o ano que vem, de cerca de R$ 2 bilhões para mais de R$ 5,7 bilhões.

Entre os 17 deputados por Goiás, apenas três foram contrários à proposta e um deputado se absteve da votação. Flávia Moraes (PDT), Elias Vaz (PSB) e Rubens Otoni (PT), foram contrários ao aumento. José Neto (Podemos), se absteve, apesar da orientação partidário pela rejeição do projeto. 

Mesmo com alguns deputados e senadores questionando o dispositivo, a medida foi aprovada pela CMO. O fundo de financiamento de campanha foi criado após a proibição do financiamento privado, em 2015, pelo Supremo Tribunal Federal, sob o argumento de que as grandes doações empresariais desequilibram a disputa eleitoral. Nas eleições de 2018, foi criado o fundo de R$ 2 bilhões com recursos públicos.

Continua após a publicidade

A LDO de 2022 aprovada na CMO também dá prioridade aos gastos com o Plano Nacional de Imunização e com o programa Casa Verde e Amarela, que substitui o Minha Casa, Minha Vida. O parecer também prevê a realização do Censo Demográfico, excluído do Orçamento de 2021 por falta de recursos.

Veja Também