“Flávio Bolsonaro mentiu sobre valor da mansão, na verdade custo foi de R$ 14 milhões”, diz Doria

Durante uma entrevista ao Flow Podcast, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o valor pago pelo senador Flávio

Postado em: 09-08-2021 às 09h46
Por: Pedro Jordan
Governador de São Paulo acusa Senador, que é filho do Presidente de ocultar valor real na compra de imóvel. Foto: Reprodução

Durante uma entrevista ao Flow Podcast, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o valor pago pelo senador Flávio Bolsonaro (Patriota) por uma mansão na cidade de Brasília-DF foi de R$ 14 milhões, e não R$ 6 milhões como declarado.

Segundo Doria, Flávio fez o registro em um cartório na cidade satélite de Taguatinga, que fica há quase 30 quilômetros do local da mansão, para tentar encobrir o valor real do imóvel. “Sabe o preço da mansão?” – perguntou Diria. E ele mesmo respondeu: “R$ 14 milhões. R$ 6 milhões foi o que ele declarou e foi fazer o registro lá em Taguatinga, no cartório lá do fim do mundo para ver se ninguém descobria”, comenta.

 O Ministério Público do Distrito Federal abriu uma investigação preliminar sobre a compra da mansão. Ainda não chegou a uma conclusão a respeito.

Continua após a publicidade

O negócio foi financiado pelo Banco de Brasília (BRB). Flávio Bolsonaro financiou R$ 3,1 milhões para pagar no prazo de 30 anos. Ele teria pago R$ 181 mil à vista para quitar impostos e mais R$ 2,87 milhões de entrada. As parcelas representam o equivalente a 70% da renda de Flávio como senador, que tem salário líquido de R$ 24,9 mil.

Doria ainda acusa a família Bolsonaro de organizar diversos esquemas de “rachadinhas” para enriquecer com dinheiro público, pois de acordo com ele, se somar a decoração da mansão o valor sobre para R$ 14 milhões, sem origem comprovada. “Já estavam desmoralizado com os filhos 01, 02, 03 e 04, rachadinha é crime, chamar alguém pra receber dinheiro público, virar e oferecer para a pessoa ficar com 20% e eles ficarem com 80% para a pessoa não trabalhar fica bom para os dois lados, isso é assalto ao dinheiro público, e assim compraram mansão, casa de chocolate, apartamento, muito mais”, ressalta o governador.

Veja Também