Em discurso, Lira reage a falas golpistas de Bolsonaro, mas não cita impeachment

Em tom de crítica, presidente da Câmara dos Deputados cobrou um basta à escalada de ataques a democracia.

Postado em: 08-09-2021 às 14h12
Por: Luan Monteiro
Em tom de crítica, presidente da Câmara dos Deputados cobrou um basta à escalada de ataques a democracia | Foto: Reprodução

Em discurso realizado na manhã desta quarta-feira (08/09), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), reagiu a falas golpistas do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), mas não falou sobre a possível abertura de um processo de impeachment. Lira, no entanto, cobrou um basta a escalada de ataques as instituições e enviou sinais de uma tentativa de apaziguamento.

“É hora de dar um basta a essa escalada em um infinito looping negativo”, afirmou, criticando também ataques em redes socais. “Na discórdia, todos perdem”, acrescentou, afirmando que não há espaço para “radicalismos e excessos”.

Apesar das críticas, Lira, que foi eleito presidente da Câmara com o apoio de Bolsonaro, criticou decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) contra políticos aliados do presidente e elogiou “todos os brasileiros que foram às ruas de modo pacífico” no 7 de Setembro.

Continua após a publicidade

Ele também afirmou que as portas da Câmara estarão abertas para “serenarmos” e que a “nossa Constituição jamais será rasgada”.

Esta foi a primeira manifestação do presidente da Câmara sobre as inúmeras falas golpistas realizadas por Bolsonaro. Na manhã do dia da independência, antes dos protestos bolsonaristas, ele usou uma rede social para falar sobre a celebração da data. “O Brasil sempre rejeitou e sempre rejeitará a luta entre irmãos. Nenhuma manifestação, por mais enfática e calorosa, deve descambar para a violência e a desordem.”, completou.

Veja Também