Bolsonaro articula para barrar fusão entre DEM e PSL, diz colunista

Postado em: 18-09-2021 às 16h05
Por: Marcelo Mariano
O presidente nacional do Progressistas e ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, foi escalado para a missão | Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro não apoia a fusão entre DEM e PSL e articula para impedi-la. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o Palácio do Planalto escalou para a missão o presidente nacional do Progressistas e ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Ainda de acordo com o colunista, Ciro mantém conversas com o presidente e o vice do PSL, Luciano Bivar e Antonio Rueda, respectivamente.

“Sem alarde”, escreve Lauro Jardim, “Ciro tem trabalhado com armas tradicionais do Centrão para que Bivar e Rueda reconsiderem uma decisão praticamente tomada”.

A provável fusão entre DEM e PSL criaria o maior partido em Goiás e um dos maiores do Brasil, com a bancada mais forte na Câmara dos Deputados e grandes fatias dos fundos partidário e eleitoral.

Em Goiás, a fusão deve ter impacto direto nas eleições de 2022, já que o governador Ronaldo Caiado, do DEM, será candidato à reeleição, enquanto o deputado federal Delegado Waldir, do PSL, apresentou seu nome para a disputa ao Senado.

A questão é que não se sabe se haverá espaço para um mesmo partido ter duas vagas na chapa majoritária. Alexandre Baldy, do mesmo partido de Ciro Nogueira, também busca espaço como candidato a senador em aliança com Caiado.

Compartilhe: