Para explicar offshore, Paulo Guedes é convocado pela Comissão da Câmara

Ministro da Economia terá de explicar movimentações financeiras no exterior.

Postado em: 05-10-2021 às 13h52
Por: Victoria Lacerda
Ministro da Economia terá de explicar movimentações financeiras no exterior. | Foto: Reprodução/Internet

Através de pressão após a divulgação das empresas que mantêm em paraísos fiscais, nesta terça-feira (05/10) a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou a convocação do Ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para explicarem as movimentações financeiras no exterior, atividades chamadas de offshores. 

O depoimento ainda não tem data para acontecer, pois a partir do momento de convocação da Câmara, o convocado tem até 30 dias para marcar a data. 

Coletado no Poder360, o requerimento diz: “Considerando que o Sr. Paulo Guedes é o Ministro da Economia, o quadro se torna bastante grave, porque, sem a devida supervisão dos órgãos brasileiros, não podemos saber se ele se beneficiou financeiramente de algum dos atos praticados por ele ou por seus subordinados enquanto ministro de Estado”. 

Continua após a publicidade

A notícia sobre as offshores de Guedes e Campos Neto foi publicada no último domingo (03/10), através das investigações do ICIJ (Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, na sigla em inglês) que contou com 615 jornalistas de 149 veículos em 117 países. No Brasil, fizeram parte da apuração jornalistas do jornal digital Poder360, da revista Piauí, da Agência Pública e do site Metrópoles.

Os documentos investigados ficaram conhecidos como Pandora Papers, nesta análise mostram cerca de 330 políticos, empresários, artistas e funcionários públicos de alto escalão de dentro e fora do Brasil que tinham empresas fora de seu domicílio fiscal e abertas em locais que cobram pouco ou nenhum imposto sobre os valores. 

Veja Também