Major Vitor Hugo é citado em lista de quem “não votar em 2022” criada por militares de baixa patente

Postado em: 03-12-2021 às 17h41
Por: Redação
O flyer é uma manifestação contra os deputados que votaram contra as as medidas do PL 1645/19 | Foto: Reprodução

Os “praças”, como são chamados os militares de baixa patente, insatisfeitos com a Lei 13.954/19 da reforma da Previdência dos Militares, criaram um “flyer” de quem “não votar em 2022” com nomes de parlamentares que votaram contra as medidas do PL 1645/19 que, segundo a categoria, resolveriam distorções no pagamento das pensionistas. Entre os nomes, o deputado federal goiano Major Vitor Hugo (PSL) é um dos citados.

A insatisfação começou em setembro de 2019, quando o Executivo enviou ao Congresso o projeto de reestruturação das carreiras militares, que fazia parte da reforma da Previdência do setor, prevendo aumento salarial de 73% aos oficiais de alta patente e de 12% aos soldados. 

No flyer de “não votar em 2022”, além do deputado federal goiano, também são citados os deputados Coronel Armando, Subtenente Gonzaga, Capitão Alberto Neto, e outros deputados que votaram contra a medida.

Compartilhe: