Disputa presidencial no Chile tem embate entre esquerda e extrema-direita

A disputa é considerada a mais polarizada da história recente do país

Postado em: 19-12-2021 às 15h01
Por: Igor Afonso
A disputa é considerada a mais polarizada da história recente do país | Foto: Marcelo Hernandez/Getty Images

Acontece neste domingo (19/12), o segundo turno das eleições presidenciais no Chile. Estão na disputa, Gabriel Boric, idealista de esquerda e José Antonio Kast, candidato de ultradireita, representando assim, a eleição mais polarizada da história recente do país.

Em suas campanha, Kast, de 55 anos, defendeu a segurança e usou forte discurso anti-imigração, além de prometer dobrar a aposta no modelo econômico liberal que perdura no país desde a ditadura de Augusto Pinochet.

Já Boric, que teve sua ascensão no movimento estudantil, se eleito, será o mais jovem da história do país, com 35 anos. Deputado desde 2014, defende maiores investimentos sociais e presença do Estado em frentes como um sistema de saúde universal e a previdência. Ele ganhou espaço político após participar de vários protestos em 2011 em prol da gratuidade da Educação.

Continua após a publicidade

Mais de 15 milhões de chilenos poderão votar nestas eleições, porém o voto não é obrigatório no país. No primeiro turno, somente 7 milhões de eleitores foram às urnas. A expectativa é de que o resultado seja divulgado entre a noite de hoje e a madrugada de segunda-feira (20/12).

Veja Também