Gabriel Boric vence eleições no Chile e se torna presidente mais jovem eleito no país

Postado em: 20-12-2021 às 08h54
Por: Igor Afonso
Dos 15 milhões de eleitores aptos a votarem, somente 8.347 foram às urnas no último domingo | Foto: Martin Bernetti/AFP

O ex-líder estudantil e deputado de esquerda, Gabriel Boric, foi eleito na noite de ontem (19/12) no segundo turno da eleição presidencial no Chile. Com 99,47% das urnas apuradas ainda durante a noite do último domingo, Boric já possuía 55,86% dos votos válidos.

O advogado José Antônio Kast, da aliança Fronte Social-Cristão, recebeu 44,14% dos votos e usou as redes sociais para parabenizar o adversário eleito. “(…) A partir de hoje é o Presidente eleito do Chile e merece todo o nosso respeito e colaboração. Chile em primeiro lugar”, escreveu em sua conta no Twitter.

Boric se tornou o presidente mais novo da história do Chile, com 35 anos de idade, e substituirá Sebastian Piñera. Após a confirmação da vitória, ele fez uma publicação no Instagram para celebrar. “(…) Somos esperança. Somos mais quando estamos juntos. Seguimos!”, escreveu.

Em sua totalidade, 8.347 milhões de chilenos votaram. Cerca de 0,84% dos votos foram nulos e 0,29% foram em branco. Estavam aptos a votar, cerca de 15 milhões de eleitores, porém no Chile o voto não é obrigatório.

Boric terá um mandato de quatro anos a partir de 2022. Deputado desde 2014, defende maiores investimentos sociais e presença do Estado em frentes como um sistema de saúde universal e a previdência. O então presidente eleito, ganhou espaço político após participar de vários protestos em 2011 em prol da gratuidade da Educação.

Comemoração

As ruas de Santiago, palco de manifestações desde 2019, se tornaram palco de celebração de apoiadores de Boric. Na capital e em outras cidades, a comemoração iniciou antes mesmo da apuração de 100% das urnas, com desfiles cheios de bandeiras do orgulho LGBTQIA+ e do Partido Comunista.

Várias figuras políticas usaram as redes sociais para parabenizar o novo presidente eleito, entre eles, o ex-presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, que em seu Twitter escreveu: “Fico feliz por mais uma vitória de um candidato democrata e progressista na nossa América Latina, para a construção de um futuro melhor para todos”. 

Até a publicação desta matéria, o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido) não se manifestou sobre o resultado das eleições.

Compartilhe: