Thelma Cruz é vista como “candidatíssima” para as eleições de 2022

Movimentações, adiantadas com exclusividade pela reportagem do O Hoje ainda em Setembro, ganharam ainda mais musculatura nas últimas semanas.

Postado em: 23-12-2021 às 08h06
Por: Felipe Cardoso
Movimentações, adiantadas com exclusividade pela reportagem do O Hoje ainda em Setembro, ganharam ainda mais musculatura nas últimas semanas. | Foto: Reprodução/Internet

Nos bastidores da política goianiense o comentário é que alguns vereadores estão “cuspindo marimbondos”. Isso porque tem se tornado, cada vez mais recorrente, o comentário de que a esposa do prefeito de Capital, Thelma Cruz estará na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa no ano que vem pelo Republicanos. 

As conversações nesse sentido, adiantadas com exclusividade pela reportagem do Jornal O Hoje ainda em Setembro deste ano, têm ganhado ainda mais musculatura nos últimos dias, especialmente entre os parlamentares da Câmara Municipal de Goiânia que estimam alçar voos ainda mais altos através das eleições de 2022. 

“A primeira-dama é candidatissima. E não estamos falando de algo que está sendo imposto por um grupo ou alguém específico. Essa é uma vontade dela que, ao meu ver, não abrirá mão da disputa”, disse, em off, uma liderança ligada à alta cúpula do Executivo municipal. 

Continua após a publicidade

Acontece que as sinalizações nesse sentido, ao que tudo indica, tem causado certo “incômodo” em alguns parlamentares. Um dos nomes citados pelas fontes consultadas pelo jornal O Hoje seria o do vereador Clécio Alves (MDB). 

Segundo repassado à reportagem, Clécio estaria em rota de aproximação com o Republicanos. O objetivo seria encontrar uma sigla “mais confortável” para a disputa do cargo de deputado estadual. Porém, os entrevistados atestam que a presença de Thelma no pleito pode frustrar os planos de Clécio em relação ao partido. 

Mas não só o nome de Clécio foi citado pelos consultados. Sargento Novandir (Republicanos) também é considerado um dos supostos “insatisfeitos” com tal sinalização. Isso teria levado o político a vislumbrar seu embarque em outras siglas. 

“Há uma conversa forte com o Avante. Mas ele precisa saber sair [do partido] para não perder o mandato para o suplente. Isso é algo que, inclusive, já foi conversado com as lideranças do Republicanos, dentre elas o deputado estadual Jeferson Rodrigues”, destacou um outro nome ligado ao partido, à igreja e ao prefeito.  

Tanto Clécio quanto Novandir foram procurados para comentar o assunto. A reportagem não conseguiu contato com Clécio, Novandir, por sua vez, disse que a presença, ou não, da primeira-dama na disputa não é algo que o incomoda a ponto de deixar o partido. 

Conforme apurado pela reportagem, a ideia de preparar a esposa de Rogério Cruz (Republicanos) para a disputa do ano que vem já se arrasta por meses.  

“Essa sinalização realmente existe. Ela [Thelma] se expressa muito bem. Dentro do governo, ou seja, na gestão Rogério Cruz, tem feito um excelente trabalho. É uma pessoa extremamente ligada às questões sociais e está buscando consolidar a imagem de ‘mãe do povo’, dando projeção a algo que ela já fazia há muito tempo”, disse, em off, um dos políticos ligados ao prefeito em Setembro deste ano quando O Hoje tornou o assunto público.

O espaço também foi aberto à primeira-dama de Goiânia que, via assessoria, disse entender que “a melhor forma de colaborar com as pessoas que necessitam do Poder Público é assisti-las por meio dos programas sociais que coordena no Município de forma voluntária”. Sobre a possível candidatura em si, nada foi dito. 

Veja Também