Comandante da Marinha usa avião da FAB para passar feriado de Natal no Rio de Janeiro

A FAB informou que a viagem foi a serviço, porém a Marinha não comprovou a agenda

Postado em: 04-01-2022 às 11h43
Por: Igor Afonso
A FAB informou que a viagem foi a serviço, porém a Marinha não comprovou a agenda | Foto: Marcos Corrêa/Agência Brasil

O almirante Almir Garnier, comandante da Marinha, usou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para passar o natal no Rio de Janeiro. O almirante não informou qual compromisso oficial estava cumprindo no período, o que contraria as regras para o uso de aviões da FAB.

Garnier juntamente com outras cinco pessoas, cujos nomes são mantidos em sigilo, saíram de Brasília às 13h10 do dia 24 de dezembro em um avião da FAB e quatro dias depois, um voo da FAB com o comandante e mais cinco acompanhantes partiu do Rio de Janeiro às 16h10 do dia 28 de dezembro.

A FAB informou que a viagem foi a serviço, porém a Marinha não comprovou. O decreto, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro no início de 2020, que regulamenta o uso desses aviões mantidos com dinheiro público aponta que é necessário registrar em agenda oficial o compromisso público da autoridade. 

Continua após a publicidade

A agenda oficial de Garnier não mostra compromissos oficiais no período em que o militar esteve no Rio de Janeiro e, segundo os documentos públicos, a única atividade de trabalho que o almirante cumpriu no Rio foi “despachos internos” na manhã do dia 28 de dezembro. 

Ao jornal Metrópoles, a Força se recusou a responder o motivo da viagem do comandante e quem eram os outros integrantes da comitiva. Ao OHoje, a FAB informou que os registros dos voos são de domínio público e estão disponíveis em seu site, mas o motivo da viagem segue sendo de responsabilidade da Marinha.

A reportagem entrou em contato com a Marinha, mas não obteve resposta até o momento desta atualização. O espaço segue aberto para manifestação.

Veja Também