Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

“Estou desesperado”, diz prefeito de Divinópolis sobre chuvas no interior goiano

Estradas vicinais no município de Divinópolis de Goiás estão inundadas impedindo qualquer tipo de transporte

Postado em: 13-01-2022 às 08h07
Por: Yago Sales
Estradas vicinais no município de Divinópolis de Goiás estão inundadas impedindo qualquer tipo de transporte | Foto: Reprodução

O prefeito Charley Rodrigues Tolentino (Republicanos) de Divinópolis de Goiás disse que está desesperado com a dimensão dos problemas causados pela chuva nos últimos dias. “Os rios estão em nível elevado e a equipe da prefeitura não conseguiu visitar os lugares mais distantes”, disse ele. No município existem ao menos duas famílias desabrigadas.

O prefeito está preocupado com famílias que não querem sair. “Essa é a maior dificuldade. A gente precisa de ajuda com reforma. Mas a nossa secretaria de Assistência Social está vendo essa possibilidade”, salientou Charley, que comanda o município com 5 mil moradores. O prefeito ainda ressaltou que uma comunidade quilombola, com acesso pela GO447, está isolada depois que o Riacho Seco transbordou.

Atento à situação, o governador Ronaldo Caiado (DEM) lançou o edital Aluguel Social para municípios que enfrentam as consequências das tempestades que caíram nas últimas semanas. Em Formoso, o prefeito Halison Macedo (DEM) disse, na noite de ontem que, além de desconhecer o programa do governo de Goiás, não soube informar a situação da calamidade no município. “Estamos fazendo um levantamento”, explicou.

Continua após a publicidade

Além de Divinópolis de Goiás, o programa deverá atender os seguintes municípios: Alto Paraíso de Goiás, Campos Belos, Cavalcante, Colinas do Sul, Flores de Goiás, Formoso, Guarani de Goiás, Iaciara, Monte Alegre de Goiás, Niquelândia, Nova Roma, São Domingos, São João d’Aliança e Teresina de Goiás.

As famílias podem se cadastrar pela internet para entender os critérios do programa social que deverá pagar R$350 mensais para custear o aluguel. Além da ajuda, o governo de Goiás mantém uma força-tarefa nos locais afetados.

O edital do programa sob o nome Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), deve atender famílias de ao menos 15 municípios do Nordeste e Norte do Estado. O chamamento, publicado em caráter emergencial por determinação do governador Ronaldo Caiado, segue o decreto estadual assinado por ele no início de janeiro e disponibiliza para famílias que tiveram moradias destruídas ou avariadas, isoladas pela Defesa Civil, a possibilidade de alugar um imóvel provisoriamente.

No site da Agehab foi disponibilizado uma lista com critérios para que a família possa ser atendida. É necessário, a priori, que as pessoas vivam em vulnerabilidade socioeconômica. Ou podem ser estudantes da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Os critérios para participação são os mesmos do programa e estão disponíveis no site www.agehab.go.gov.br, no qual também são feitas as inscrições.

Veja Também