Ministra Flávia Arruda é afastada do governo para tratar de “assuntos particulares”

Postado em: 14-01-2022 às 12h21
Por: Igor Afonso
Arruda é a única representante do PL e vem sofrendo desgastes em sua relação com a base governista | Foto: Reprodução

A ministra da Secretaria-Geral de Governo, Flávia Arruda, pediu licença do cargo a partir desta quinta-feira (13/1) e ficará afastada da pasta até o dia 21 de janeiro para tratar de “assuntos particulares”. A llicença foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje (14/1).

Arruda é a única representante do PL – novo partido do presidente Jair Bolsonaro – e vem sofrendo desgastes em sua relação com a base governista. Há meses, Flávia vem sendo pressionada por integrantes do Centrão por, supostamente, não honrar acordos de repasses de emendas.

Em dezembro do ano passado, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) se desentendeu com a ministra pelo telefone ao cobrar a liberação de uma emenda prometida a ele. Na ocasião, Braga teria xingado a ministra e usado expressões machistas, o que motivou uma nota de repúdio da bancada feminina da Câmara.

Na primeira semana deste ano, Bolsonaro afirmou que “desconhece” onde a ministra teria errado para que pedissem sua demissão. “Se, porventura, (ela) estiver errando, como já aconteceu, acontece, eu chamo e converso com ela. Ela não será demitida jamais pela imprensa”, disse.

A ministra iniciou 2022 fazendo viagens pela pasta e na semana passada, foi escalada pelo chefe do Executivo para visitar cidades atingidas pela chuva em Minas Gerais e auxiliar na viabilização de recursos para os municípios afetados. 

Segunda a assessoria de imprensa da ministra, ela está de férias.

Compartilhe: