Sargento da aeronáutica é condenado a 14 anos de prisão por tráfico de drogas usando avião da FAB

Na época, Rodrigues fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanhava o presidente Jair Bolsonaro em uma viagem a Tóquio, no Japão, onde participaria da reunião do G-20

Postado em: 15-02-2022 às 13h30
Por: Igor Afonso
Na época, Rodrigues fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanhava o presidente Jair Bolsonaro em uma viagem a Tóquio, no Japão, onde participaria da reunião do G-20 | Foto: Reprodução

A Justiça Militar da União condenou o sargento da aeronáutica Manoel Silva Rodrigues a 14 anos e 6 meses de prisão por tráfico internacional de drogas utilizando um avião da Força Aérea Brasileira (FAB).

O caso aconteceu em junho de 2019 quando o militar participava de uma missão oficial e foi preso em flagrante no aeroporto de Sevilha, na Espanha, com 37 kg de cocaína.

Na época, Rodrigues fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanhava o presidente Jair Bolsonaro em uma viagem a Tóquio, no Japão, onde participaria da reunião do G-20. Ele já havia sido condenado na Espanha e cumpre pena de 6 anos e 1 de prisão em Sevilha, cidade onde foi preso.

Continua após a publicidade

Além da prisão, o militar teve que pagar multa de 2 milhões de euros. Já a condenação desta terça-feira (15/2) ocorreu na 2ª auditoria da 11ª circunscrição judiciária militar. O advogado dele ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Militar.

Veja Também