Reforma do Hospital Estadual de Trindade deve triplicar a capacidade da unidade

As obras já iniciadas devem ser finalizadas em um prazo máximo de um ano

Postado em: 23-02-2022 às 08h48
Por: Redação
As obras já iniciadas devem ser finalizadas em um prazo máximo de um ano | Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (21), o Governador Ronaldo Caiado e o Secretário do Estado de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, estiveram no Hetrin para inaugurar a pedra fundamental da obra. Durante a visita, Caiado ressaltou que o Hetrin não é um hospital comum de emergência, mas uma unidade geral com portas abertas 24h por dia. “Teremos um centro de obstetrícia de alto risco, o que tem de mais moderno e que é capaz de atender a qualquer caso complexo, para que tudo seja resolvido aqui”, afirmou Caiado.

O hospital passará por uma reforma estrutural geral. A fachada, bem como a parte interior da unidade, será completamente modernizada. Com as obras, o Hetrin ampliará o número de leitos de 56 para 149. No geral serão 6 de observação, 2 de emergência, 14 de alojamento conjunto, 20 de enfermaria para clínica cirúrgica, 90 de clínica médica, 20 de UTI, 4 salas cirúrgicas, 5 leitos de recuperação pós anestésicos (RPA), 5 quartos de isolamento e 3 quartos para parto normal (PPP).

A unidade contará com nova sala de exames e um moderno aparelho de tomografia, ambulatórios, 10 leitos de UTI adulto, maternidade de alto risco com 10 leitos de UTI neonatal e centro cirúrgico. O laboratório, recepção e todo o bloco administrativo também serão repaginados com o projeto.

Continua após a publicidade

Para a ampliação do novo hospital que será entregue para a população de Trindade e dos 15 municípios da região, o governo está investindo cerca de R$ 50 milhões.

As obras já foram iniciadas e a previsão de conclusão é de um ano e meio. A população não terá que esperar a finalização para ter novos serviços, já que a previsão é de sejam entregues em fases. A primeira a ficar pronta será a sala de exames de tomógrafo, em março de 2022; em abril, será a vez da entrega dos novos Ambulatório, Pronto Socorro e Serviço de Apoio Diagnostico Terapêutico (SADT); em setembro, ficarão prontos o Centro de Parto Normal, Centro Cirúrgico, Central de Material Esterilizado (CME) e 10 leitos de UTI. Em 2023, em janeiro, serão disponibilizadas as novas Enfermarias, Laboratório e mais 10 leitos de UTI e, em julho, as obras são finalizadas com a entrega do Bloco Administrativo, Vestuário Geral e Reformas das antigas Enfermarias.  Durante o período das obras, todos os serviços do hospital serão mantidos e nenhum cidadão será deixará de ter atendimento.

“O governo do estado acaba de iniciar um projeto audacioso de ampliação do hospital para melhor atender a população. Essa decisão é fruto do investimento e prioridade do governo com a saúde pública, bem como do excelente trabalho desenvolvido pelo Hetrin, nos seus atendimentos em geral e na pandemia”, afirmou o diretor da unidade, Getro de Oliveira Pádua.

Números do Hetrin

Ao assumir o gerenciamento do Hetrin, em agosto de 2020, a Organização Social Instituto de Medicina Educação e Desenvolvimento (Imed), contratou mais profissionais, investiu em equipamentos digitais, implantou sistema de gases medicinais e uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 10 leitos, estabeleceu novos processos de gestão e um programa de capacitação contínua para colaboradores de todas as áreas. O resultado pode ser expresso no número de serviços prestados. 

Em 30 meses, o Hetrin realizou mais de 116 mil atendimentos no Pronto-Socorro – 105 mil gerais e 11 mil Covid-19 -, 21,5 mil consultas clínicas, 2,6 mil cirurgias, 250 mil exames laboratoriais, 15 mil eletrocardiogramas, 30 mil exames de raio-x, mais de mil partos, 18 mil atendimentos fisioterapêuticos, 20 mil atendimentos farmacêuticos e 10 mil atendimentos psicológicos.

Veja Também