“Destituição da diretoria do PTB foi criminosa”, diz advogado do partido; entenda

Graciela Nienov, ex-presidente nacional da sigla, teria utilizado suas senhas para prejudicar regionais, dentre elas Goiás

Postado em: 23-02-2022 às 17h05
Por: Felipe Cardoso
Graciela Nienov, ex-presidente nacional da sigla, teria utilizado suas senhas para prejudicar regionais, dentre elas Goiás | Foto: reprodução

Por Felipe Cardoso e Yago Sales

Graciela Nienov, ex-presidente nacional do PTB, tem agido de maneira “indecorosa” aos olhos do secretário-geral e advogado da sigla no estado, Adriano Gustavo de Oliveira. Isso porquê, segundo o dirigente, em uma atitude “muito mau caráter” Nienov teria utilizando de suas senhas, que possuía enquanto presidente, para prejudicar diversas regionais, dentre elas Goiás.

Conforme mostrado pela revista Veja, Nienov recuperou o poder sobre o diretório nacional do PTB graças a uma decisão favorável no TSE. Contudo, à reportagem do O Hoje, Adriano disse que Graciela tentou inativar os integrantes do diretório regional mesmo sem o comando da sigla. Uma certidão expedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na tarde desta quarta-feira (23/2) confirma as ações que têm sido encaradas, por ele, como “criminosas”.

Continua após a publicidade

“Ela está provocando um caos para gerar dificuldade entre nós. Mas isso já está sendo resolvido. Em, no máximo, 48h acredito que tudo será resolvido pelos advogados”, explicou Oliveira. Na sequência, o dirigente acrescentou: “ela está jogando água em todos os lugares e plantando esse boato [de destituição]. Além de Goiás ele também citou também o estado de São Paulo como um dos prejudicados.

Tudo, segundo ele, será informado no âmbito civil e criminal pela equipe jurídica. “Ela está usando senhas que não possui mais legitimidade para usar”, finalizou.

Veja Também