Goiás tem 35 mil eleitores entre 16 e 18 anos aptos a votar; número representa menos da metade

Postado em: 29-03-2022 às 05h00
Por: Redação
Ainda que o percentual em Goiás seja baixo, quantidade é maior do que o observado no Brasil | Foto: reprodução

Por Ítallo Antkiewicz

Embora Goiás tenha 104 mil habitantes com idade entre 16 e 18 anos, apenas 33,7% já fizeram o título de eleitor e estão aptos a votar neste ano. Isso representa um universo de 35.143 adolescentes votantes. São dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Ainda que o percentual em Goiás seja baixo, mesmo assim ele é maior do que o observado no Brasil. Até o momento, somente 13,6% do total de habilitados para obter o documento (que são mais de seis milhões de pessoas) procuraram o TRE de seus respectivos estados.

O chefe da Seção de Suporte ao Cadastro Eleitoral do TRE-GO, Marcio Duarte, afirma que a Justiça Eleitoral em Goiás espera chegar a pelo menos 47 mil eleitores adolescentes titularizados até o dia 4 de maio, prazo final para se obter o registro e tornar-se apto a participar dessa eleição.

“Aquela pessoa que completa 16 anos no dia 2 de outubro já pode fazer o pedido de alistamento, primeira via do título. Lembrando que se ela tem menos de 18, no dia 2 de outubro ela não está obrigada a votar”, ressalta.

Eleitorado jovem no Brasil

Em fevereiro deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou o menor número de adolescentes de 16 e 17 anos com título de eleitor da história. Foram contabilizados mais de 830 mil jovens com o documento até o momento. Nas últimas eleições gerais, em 2018, foram mais de 1,4 milhão de pessoas da faixa etária aptas para votar no mesmo mês.

Considerando as mais de 6 milhões de pessoas com 16 e 17 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de jovens com título de eleitor em 2022, até agora, representa cerca de 13,6% do total de habilitados para obter o documento. Em fevereiro de 2018, o percentual era de 23,3%.

Nas eleições de 2018, segundo o TSE, em outubro, período eleitoral, havia 1.400.613 adolescentes de 16 e 17 anos aptos para votar. O cadastro eleitoral para novos eleitores será encerrado no dia 4 de maio. O requerimento pode ser feito online, no portal do TSE.

Em quatro dias, 100 mil títulos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que entre os dias 14 e 18 de março foram emitidos 96.425 novos títulos de eleitor, em todo o Brasil e no exterior, para jovens entre 15 e 18 anos de idade. Para votar na eleição de outubro, é preciso emitir o documento até o dia 4 de maio. O procedimento pode ser feito inteiramente online.

As novas emissões ocorreram durante uma semana de mobilização dos jovens promovida pela Justiça Eleitoral nas redes sociais, e que contou com a adesão de diversas personalidades, incluindo artistas nacionais como Anitta, Zeca Pagodinho, Whindersson Nunes, Juliette e também internacionais, como o ator norte-americano Mark Ruffalo.

Segundo informações da Justiça Eleitoral, foram realizadas 6,8 mil publicações no Twitter sobre o assunto durante a mobilização, que contou com a participação ainda de diversas instituições, incluindo clubes de futebol como Flamengo e Corinthians.

A mobilização ocorreu em um momento em que a Justiça Eleitoral registra o menor nível de participação de adolescentes no processo eleitoral dos últimos 30 anos. De acordo com as estatísticas oficias, até janeiro deste ano o TSE havia registrado pouco mais de 730 mil títulos emitidos para jovens de 15 a 17 anos de idade, cujo voto é facultativo.

Compartilhe: