Twitter anuncia rótulos em candidatos e ferramentas contra desinformação; veja novas medidas para eleições

Postado em: 04-04-2022 às 16h39
Por: Rodrigo Melo
Além das políticas já implantadas como as que combatem propagação de ódio e desinformação sobre a Covid-19, a plataforma adiciona mais medidas contra a desinformação | Foto: Reprodução/Pexels

Este ano tem eleições para os cargos mais importantes do Brasil, e de olho nisso, o Twitter anunciou nesta segunda-feira (04/4), novas ferramentas com o objetivo de combater a desinformação. Entre as medidas, estão a aplicação de rótulo no perfil de candidatos; um sistema para desmentir e alertar sobre notícias falsas e uma aba personalizada para assuntos referentes às eleições (Moments) no mesmo modelo do que já é feito com notícias sobre a Covid-19.

Os novos recursos serão detalhados e atualizados em uma página especial na aba Central de Ajuda, mais especificamente na chamada “As eleições brasileiras de 2022 e o Twitter”. A intenção é dar mais transparência às ações adotadas pela rede.

O Twitter também promoverá campanhas educativas, sobre como identificar e lidar com desinformação, além de dar dicas de regras e funcionalidades da plataforma, a partir de julho. Boa parte dessas novidades já foi adotada nas eleições dos Estados Unidos, em 2020.

A chegada dos novos recursos ao Brasil é fruto da adesão ao Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que prevê esforços das principais redes sociais no combate à disseminação de fake news no processo eleitoral de 2022.

Rótulos

De acordo com a rede social, as etiquetas vão aparecer na página de perfil dos candidatos no Twitter, nos Tweets e Retweets publicados pela mesma conta. Os rótulos (ícone no formato de um púlpito e um microfone) vão incluir o cargo ao qual os candidatos estão concorrendo e o estado, por meio dos dados disponibilizados pelo TSE. Elas poderão ser visualizadas assim que os candidatos estiverem oficialmente registrados e as listas estiverem fechadas (até o dia 5 de agosto, segundo o cronograma do TSE).

Receberão rótulos os perfis de candidatos aos postos de presidente, governador, senador e deputado federal. Ele não é opcional e não poderá ser removido.

Foto: Divulgação/Twitter

Desinformação

Outra ferramenta adotada pela empresa para impedir a manipulação ou interferência intencionalmente nas eleições é o que ela chamou de Política de Integridade Cívica. Além das políticas já implantadas como as que combatem propagação de ódio e desinformação sobre a Covid-19, a plataforma adiciona mais essa para combater a desinformação.

Basicamente, serão colocamos avisos em Tweets que são questionáveis ou enganosos e também haverá redução na visibilidade destes Tweets com o objetivo de diminuir seu potencial de causar danos. Esses avisos direcionam as pessoas para ‘Moments do Twitter’, onde oferecemos mais contexto para que elas se informem melhor.

Também será adicionamos avisos a conteúdos que enganosamente destacam mídia (como fotos ou vídeos). Neste link é possível entender melhor a abordagem diante de notícias falsas. Em regra é uma medida educativa, pois a rede social acaba não removendo todo conteúdo falso.

Foto: Divulgação/Twitter

Nova sessão

Assim que as campanhas eleitorais começarem oficialmente no Brasil (a partir do dia 12 de agosto), será lançado uma nova seção dedicada às eleições na aba Explorar. Esta será a principal referência para qualquer informação relacionada ao evento.

Segundo as informações do Twitter, lá será possível encontrar:

  • Moments mais relevantes
  • Transmissões ao vivo de debates e outros grandes eventos eleitorais
  • Notícias específicas de estados
  • Chamadas de serviço, que mostram às pessoas como participar das eleições

Compartilhe: