Lideranças femininas se reúnem em Anápolis para a pré-candidatura dos Progressistas

Postado em: 12-05-2022 às 17h04
Por: Victória Vieira
O encontro foi organizado pelo Progressistas Goiás, sendo definido como o 1º Estadual do Progressistas Mulheres de 2022 | Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

Mais de 200 lideranças femininas foram reunidas em Anápolis, nesta quarta-feira (11/5), para o incentivo da participação das mulheres no cenário político eleitoral goiano. O encontro foi organizado pelo partido Progressistas Goiás, sendo definido como o 1º Estadual do Progressistas Mulheres de 2022. Participaram do evento prefeitas, vice-prefeitas e pré-candidatas a deputada estadual e federal. Entre vários assuntos discutidos, as mulheres relataram apoio a pré-candidatura do político Alexandre Baldy, ao Senado.

A presidente do Progressistas em Anápolis, Edna Mendes, declara que é importante as mulheres terem seu destaque na política. É preciso encontrar sua voz e ir à luta. “Não adianta apenas questionarmos e nos indignarmos. Temos que participar, temos muito a contribuir. Não existe uma única mulher que não seja capaz de contribuir com um processo eleitoral, de uma gestão e de mandatos. Nós somos capazes. Somos, podemos, faremos e estaremos onde quisermos. Isso não é só um discurso, é a vida da mulher”, completa. Ela ressalta que Baldy sempre defendeu a pauta da mulher na política e todos os projetos apresentados foram em prol da valorização e inserção da mulher. Nós mulheres somos a maioria, só não entendemos ainda que temos esse poder”, disse Edna.

Alexandre Baldy diz que a maior participação das mulheres e a igualdade de oportunidades em âmbitos políticos, econômicos e sociais, é uma forma de fortalecer a democracia para dar mais visibilidade a pautas de igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. “Nosso partido promove essa democracia paritária, um regime democrático justo e inclusivo que permite às mulheres liderar e participar de forma igualitária da tomada de decisão, junto com os homens, para contribuir com a agenda pública”, ele acrescenta.

Lembrando que as mulheres apenas conquistaram o direito de voto em maio de 1933. A luta por esta conquista durou mais de 100 anos. O fortalecimento e a participação das mulheres nos espaços de poder e decisão é um dos eixos prioritários do partido Progressista. O partido quer dar maior importância para o papel da mulher na política partidária brasileira. No Encontro, a advogada especialista em direito eleitoral, Stefânia Rodrigues, conversou com as mulheres presente, para ela a não ocupação desses espaços enfraquece a democracia e traz uma visão ultrapassada.

“Foi um evento de suma importância à promoção das candidaturas femininas. Pude destacar como o legislador e nossos Tribunais têm se posicionado na busca pela garantia da efetiva participação da mulher na política, promovendo políticas públicas que tornem a disputa mais igualitária, garantindo a elas não apenas o direito ao registro de candidatura, mas também o direito a receber fundos para financiar suas campanhas e tempo de propaganda,” comentou a advogada.

Em adicional, Larissa Ferreira, presidente da ala feminina do Progressistas Goiás, diz que é importante a participação das mulheres pois é uma forma de capacitação e direção para compor o cenário político regional e nacional. “Vivemos um momento de vigor do feminismo. Precisamos aproveitar para garantir que essas mulheres ocupem espaços nas casas legislativas”, acrescentou.

Até o momento, o Partido Progressista conta com mulheres filiadas em todos os 246 municípios goianos. São mais de 40 vereadoras, quatro prefeitas e vices espalhadas pelo o estado.

Compartilhe: