Foragido da polícia: Allan dos Santos participa de evento com Ministro da Justiça e Bolsonaro em Orlando

Postado em: 12-06-2022 às 10h35
Por: Rodrigo Melo
O Ministério da Justiça ao Supremo Tribunal Federal que aguarda o recebimento de informações dos Estados Unidos sobre a extradição do blogueiro | Foto: Arquivo pessoal / Sandro Alcantara

Foragido da Justiça brasileira, o blogueiro Allan dos Santos compareceu a um encontro de brasileiros na Igreja Evangélica Lagoinha, neste sábado (11/6), onde discursou o presidente da República Jair Bolsonaro (PL). A cerimônia que aconteceu em Orlando, teve a presença o ministro da Justiça, Anderson Torres. O registro foi feito pelo cantor gospel Sandro Alcantara no Instagram.

Investigado no inquérito das fake news e dos atos antidemocráticos, Allan ainda participou antes da motociata pró-governo, organizada por apoiadores brasileiros que moram nos Estados Unidos. Impedido de administrar contas nas redes sociais, o jornalista Allan publicou no mesmo dia um vídeo citando o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), em uma página recém criada no Instagram.

“O Xandão não queria que eu participasse de motociata no Brasil. Aí o que Deus faz? Traz a motociata para cá”, declarou o jornalista, que pela manhã, postou um vídeo tirando fotos com apoiadores no passeio de moto.

Foto: Divulgação / Redes Sociais

Durante coletiva na cidade, Bolsonaro não negou que poderia encontrá-lo. “Se estiver presente, eu falo com ele. É um cidadão. Falo com ele, sem problema nenhum. É um cidadão brasileiro. Se expressou, se foi bem ou mal, sua pena jamais poderia ser ameaça de prisão”, disse Bolsonaro, segundo O Globo.

Procurado

O Ministério da Justiça informou no final do mês de março ao Supremo Tribunal Federal (STF) que aguarda o recebimento de informações dos Estados Unidos sobre a extradição do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. Segundo a pasta, o Itamaraty ainda não enviou uma resposta sobre os dados solicitados aos EUA.

Allan dos Santos é um dos aliados mais próximos da família Bolsonaro. Ele é investigado no Supremo em dois inquéritos: o que apura a divulgação de fake news e ataques a integrantes da Corte; e também o que identificou a atuação de uma milícia digital.

Após ter sido alvo de operações, o blogueiro deixou o Brasil e entrou nos Estados Unidos em 12 de agosto de 2020, com permissão para permanecer até 11 de fevereiro de 2021. Em outubro do ano passado, ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, determinou a prisão preventiva do blogueiro e que o Ministério da Justiça e Segurança Pública iniciasse o imediato processo de extradição de Allan dos Santos.

Compartilhe: