PP não pressionará Caiado por definição de nomes ao Senado

O Progressistas (PP) não pressionará o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) para definir como será a disputa pelo Senado na base, se

Postado em: 28-06-2022 às 09h07
Por: Francisco Costa
"Da minha parte, do partido progressistas, não existe pressão", afirma Baldy (Foto: Reprodução)

O Progressistas (PP) não pressionará o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) para definir como será a disputa pelo Senado na base, se com candidaturas isoladas ou um nome de consenso. Quem garante é o presidente estadual da sigla, Alexandre Baldy.

“Da minha parte, do partido progressistas, não existe pressão. Somos a favor das candidaturas independentes. Participa quem desejar”, revelou o ex-ministro que é pré-candidato ao Senado.

Vale citar, o governador Ronaldo Caiado mantém o silêncio aos aliados sobre a definição de um nome de consenso na chapa para o Senado ou candidaturas isoladas. Segundo uma fonte palaciana, trata-se de um assunto delicado nos partidos da base e “cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém”.

Continua após a publicidade

Além de Baldy, também defende as candidaturas isoladas o deputado federal e pré-candidato ao Senado, delegado Waldir Soares (União Brasil). Inclusive, ele quem fez a consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que entendeu pela possibilidade das disputas de candidatos isolados a senador, quando a chapa majoritário não tiver um nome formal.

Outro pré-candidato da base caiadista favorável às múltimas possibilidades de disputa é o deputado federal Zacharias Calil (União Brasil). Contrários a teoria por temer enfraquecimento estão o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) Lissauer Vieira (PSD) e o senador Luiz do Carmo (PSC) – ambos postulantes aquela casa do Congresso.

Debandada?

Ainda em conversa com o presidente do PP, ele diz não acreditar que algum partido da base possa deixar o governador Ronaldo Caiado, independente da decisão. “Eu posso responder por mim, não acredito. Só se o PP for colocado para fora, o que não acredito.”

Para ela, atualmente, a tendência é do governador permitir as candidaturas isolados e não escolher um único nome. Caiado ainda não deu sinais de quando anunciará a decisão.

Veja Também