Prefeito de Aparecida diz esperar Lissauer na oposição

“Nesses 45 dias você vai ter que tomar uma posição”, provocou Vilmar Mariano (Patriota)

Postado em: 29-06-2022 às 08h21
Por: Thauany Melo
“Nesses 45 dias você vai ter que tomar uma posição”, provocou Vilmar Mariano (Patriota) | Foto: Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa e pré-candidato ao Senado, Lissauer Vieira (PSD), se encontrou com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Vilmar Mariano (Patriota), um dos principais aliados do pré-candidato ao governo estadual Gustavo Mendanha (Patriota).

O pessedista também esteve na Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia. As visitas, que ocorreram na terça-feira (28), foram articuladas pelo deputado estadual Max Menezes (PSD) e pelos vereadores Camila Rosa (PSD), Hans Miller (PSD) e Willian Panda (PSB).

Na prefeitura, Vilmar Mariano declarou que espera que Lissauer opte pela oposição. “Nesses 45 dias você vai ter que tomar uma posição”, provocou. “Quero muito que essa sua decisão seja do lado da oposição”, completou o prefeito.

Continua após a publicidade

Lissauer é um grande apoiador do governador Ronaldo Caiado (UB), já os parlamentares da mesma legenda são parte da base de Vilmar Mariano, que apoia Mendanha. Nesse cenário, a conversa é de que os articuladores do encontro têm o desejo de que o presidente da Alego deixe a base de Caiado para se unir ao ex-prefeito de Aparecida.

O encontro ocorreu em meio a especulação de que Lissauer estaria abrindo diálogo com outros pré-candidatos ao governo, em razão de uma possível perda de espaço da vaga ao Senado na chapa de Caiado.

Questionado sobre estar em articulação com outros partidos, Lissauer afirmou que esse momento é de diálogo. “É natural todas as frentes políticas conversarem entre si e entre outros partidos”, declarou. O presidente da Alego afirmou que as visitas foram institucionais e também para conversar sobre seu projeto ao Senado.

“São visitas institucionais, obviamente, mas também para falar um pouco do nosso projeto ao Senado. Isso nós estamos construindo ao longo da nossa caminhada. Claro que agora são momentos de definições  partidárias, convenções, diálogos com várias frentes para nós podermos buscar apoio da maioria”, disse. “Viemos buscar, mostrar um pouco desse trabalho e buscar o entendimento de pré-campanha dos vereadores de Aparecida para esse nosso pré-projeto de campanha ao Senado”, completou.

Sobre a decisão de disputar o Senado, Lissauer afirmou que muitas lideranças políticas e classistas o pediram por isso. Ele também falou sobre sua saída do PSB, em março, e sua escolha pelo PSD. De acordo com o presidente da Alego, ele tem confiança no atual partido e o considerou mais eficaz para sua empreitada nas eleições de 2022. “Eu sempre fui um político de direita. Venho de uma região produtora em que o agronegócio é a mola precursora da economia”, ressaltou ao citar as duas legendas direitistas.

Pesquisa

De acordo com a pesquisa divulgada pelo Real Time Big Data na última quinta-feira (23), Lissauer Vieira tem 2% das intenções de voto para o Senado. Na liderança está Marconi Perillo (PSDB), com 28% – que ainda não decidiu para qual função vai disputar.

Delegado Waldir (UB) fica em segundo lugar com 15%. Já João Campos (Republicanos) e Alexandre Baldy (PP, dividem o terceiro lugar com 10%, Zacharias Calil (UB) com 6%, Wilder Morais (PL) com 4%, Luiz do Carmo (PSC) com 2%, Leonardo Rizzo (Novo) com 1%. Apresentaram 0% das intenções de voto Denise Carvalho (PCdoB), Reinaldo Pantaleão (UP), Manu Jacob (PSol) e Cristiano Cunha (PV). Dos participantes, 17% optaram por “brancos ou nulo” e 15% não sabem ou não responderam.

Estão na busca por uma vaga na base do governador, além de Lissauer, Delegado Waldir, Alexandre Baldy, Zacharias Calil e Luiz do Carmo.

Veja Também