Gilmar Mendes anula atos da Cash Delivery em nova decisão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes anulou os atos da operação Cash Delivery, em nova decisão. Com isso, ele

Postado em: 29-06-2022 às 08h43
Por: Francisco Costa
Ministro também liberou bens de Marconi Perillo Jayme Rincón (Foto: Henrique Luiz)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes anulou os atos da operação Cash Delivery, em nova decisão. Com isso, ele liberou todo o patrimônio do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) e do ex-presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (antiga Agetop, hoje Goinfra), Jayme Rincón.

Vale citar, a ação foi deflagrada pelo Ministério Público Federal em desdobramentos da Operação Lava Jato. Já a decisão de Mendes ocorreu na tarde de terça-feira (28).

O entendimento do magistrado acatou pedidos da defesa da dupla e anulou, também, decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de desmembrar o processo, em 2018, para as justiças Federal e Eleitoral.

Continua após a publicidade

Pelo Twitter, Marconi comemorou. “O Supremo Tribunal Federal acaba de colocar um ponto final nessa farsa armada por meus adversários. Obrigado a todos que sempre me apoiaram e confiaram em nossa inocência. Que Deus continue nos protegendo”, escreveu.

Cash Delivery

Deflagrada em 2018 às vésperas da eleição – quando Marconi era candidato ao Senado -, a Operação Cash Delivery investigava supostos repasses irregulares de agentes públicos em Goiás. Ela tinha por base delações da Odebrecht.

Tanto Rincón quanto Marconi chegaram e ser presos sob suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Eles foram soltos em seguida.

Veja Também