”Caiado quer só os votos do entorno”, dizem ex-aliados do governador

Ex-aliados de Caiado comentam investida do governador no entorno

Postado em: 30-06-2022 às 08h49
Por: Francisco Costa
Eládio Carneiro, de Luziânia, e Túllio Santillo, que apoiaram a eleição de Caiado ao governo de Goiás em 2018 hoje estão com outros postulantes ao Palácio das Esmeraldas | Foto: Reprodução

Ex-aliado do governador Ronaldo Caiado (UB), o suplente do senador Luiz do Carmo, Eládio Carneiro – de Luziânia – afirma que o mandatário do Estado não liga para o entorno. “Caiado quer só os votos”, declarou ao jornal O Hoje

Questionado sobre os nove mutirões do governo estadual no entorno do Distrito Federal que terminaram em Águas Lindas, neste mês, Eládio diz se tratar de medida eleitoreira. “A atuação de Caiado no entorno, nestes quase quatro anos, foi imperceptível para a população. Algo tímido”, destaca.

Segundo Eládio, que desembarcou da parceria ainda em 2019, ao perceber que o gestor deixou de lado os aliados para buscar os desafetos, durante as campanhas de governador e Senador de Caiado caminhou com o político pela região. “Mostramos os problemas, mas não vimos ações.”

Continua após a publicidade

“O processo foi o seguinte: ajudamos a elegê-lo, primeiro ao Senado, depois ao governo. Ele, então, foi buscar apoio de quem o combateu, adversários, e desprestigiou os companheiros. Ele não tem apoiador de décadas no entorno.”

Eládio, hoje é filiado ao PSDB e apoia o ex-governador Marconi Perillo. “Combati Marconi por duas décadas, mas percebi que foi quem mais fez pelo entorno.”

Outro “ex”

Primeiro suplente de deputado estadual com mais de 17 mil votos, Túllio Santillo (Patriota), de Águas Lindas, também defendeu o nome de Ronaldo Caiado para o governo. Para ele, as investidas por meio dos mutirões também não refletem a gestão. “É só politicagem, só por voto. Na prática, não trazem solução.”

Ele revela que o governador teve a oportunidade de colocá-lo na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) um representante da região (eleito pelo DEM à época), mas não o fez. “Não deu a oportunidade de defender a região, não fomos valorizados. Acho que ele não gosta do entorno”, justificou a debandada. “Falta de reconhecimento, pois conheço estrategicamente toda a região. Preferiu colocar forasteiros nas secretarias que subir um dos eleitos.”

Para ele, a região é utilizada não só por Caiado, mas por todos que passaram por ali somente para conseguir votos. “Por isso estou apostando em Gustavo Mendanha (Patriota). Não está viciado e tem experiência com o Executivo. Transformou Aparecida.”

O entorno

Vale citar, o Entorno do Distrito Federal é uma região estratégica e diferenciada. Com mais de 600 mil eleitores, apesar do território goiano, sofre nas eleições a influência de Brasília. Nesse sentido, aqueles nomes que são mais ligados ao DF – e até de bom relacionamento com o governador do ente federativo – levam vantagem. 

Caiado, que apesar das passagens pelo Legislativo Federal (Câmara dos Deputados e Senado), ainda não conseguiu penetração na região. Até por isso, realiza os mutirões com a primeira-dama Gracinha Caiado protagonizando as ações como  “abre alas” na busca do voto da população que se beneficia com esses eventos e buscando diminuir a influência de Brasília. 

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha ainda é pouco conhecido na região e para levar o nome à boca do povo tem realizado visitas frequentes. Inclusive, no Plano de Gestão dele consta a criação de uma Agência de Desenvolvimento da região metropolitana de Brasília, conforme já revelou aos moradores.

Quem ainda goza de certo prestígio na região é justamente o ex-governador Marconi Perillo, que mantém a estratégia do silêncio sobre qual cargo vai disputar este ano – Senado ou governo. O pré-candidato do presidente Jair Bolsonaro (PL), em Goiás, major Vitor Hugo (PL), por sua vez, também teria uma melhor inserção na região, justamente pela proximidade com o governo federal. O mandatário do País, inclusive, teria disposição para vender o nome do seu postulante ao Palácio das Esmeraldas para fortalecê-lo na região.

Veja Também