Conversas de Marconi e Eliton são intensas, diz líder do PSDB Goiânia

Aava Santiago afirma que os ex-governadores dialogam sobre a possibilidade de caminharem juntos neste pleito

Postado em: 28-07-2022 às 08h57
Por: Francisco Costa
Ex-governadores dialogam sobre a possibilidade de caminharem juntos neste pleito | Foto: Arquivo/ Governo de Goiás

Presidente do PSDB em Goiânia, a vereadora Aava Santiago afirma que as conversas entre os ex-governadores Marconi Perillo (PSDB) e José Elion (PSDB) são constantes e intensas. De acordo com ela, eles dialogam sobre a possibilidade de caminharem juntos neste pleito – que é real. 

“Ainda não se sabe as cadeiras”, avalia. Apesar de não dizer, dá para especular que José Eliton pode ser o candidato ao Senado na chapa, caso Marconi realmente oficialize o nome ao governo na convenção do PSDB, em 5 de agosto.

Caso o ex-governador recue, as avaliações mais recentes, segundo a própria Aava, é que ele não vá ao Senado, mas a deputado federal “em função do grupo”. Ainda assim, seria mais provável que Eliton disputasse a Casa Alta do Congresso. 

Continua após a publicidade

Eliton não tem falado sobre esses assuntos desde que recuou da pré-candidatura ao governo de Goiás, no fim de maio. À época, ele alegou falta de consenso entre o PSB e a federação que tem PT, PCdoB e PV. 

O PSB, contudo, nunca desistiu de lançar Eliton ao governo. O partido não ficou satisfeito com o lançamento da pré-candidatura do ex-reitor Wolmir Amado (PT) para o Palácio das Esmeraldas. 

À época, o presidente estadual pessebista, deputado federal Elias Vaz, afirmou que as alianças não seriam automáticas e que dependeria de conversa. Naquele momento, não descartou apoio a outro nome ou candidatura própria. O partido, contudo, além do governo também admite a possibilidade de Eliton ao Senado. 

Marconi deputado?

Questionada sobre o destino mais provável do ex-governador Marconi Perillo, Aava até acredita na possibilidade dele se lançar na disputa ao cargo de deputado federal, mas avaliou como mais provável sua permanência na corrida ao governo. “O que vejo claramente é que o Marconi não será candidato ao Senado.”

Segundo a vereadora, “embora dificilmente ele reflua da candidatura ao governo, é mais fácil ele ter a grandeza de ser candidato a deputado federal do que a senador. Sendo senador ele não movimenta nada em função de um grupo, só de si próprio. Sendo candidato à Câmara ele ajudaria a chapa e seus companheiros”.

E José Eliton?

O deputado estadual Alysson Lima (PSB), que reforçou não estar falando em nome do partido, também conversou com o Jornal. Segundo ele, a expectativa é que José Eliton dispute como senador ou deputado federal. 

“Não falo em nome do partido, mas colho esse tipo de opinião dentro do partido… Qualquer cargo que ele vier a disputar (governador, senador ou deputado), tanto o partido quanto a sociedade goiana ganham com a diversificação do debate.”

Liderança

Uma liderança do PSB afirma que Eliton ainda defende a unidade dos partidos progressistas – sobretudo PT, PSB e PSDB. Esta fonte, que preferiu não se identificar, afirma que as siglas têm conversado e que ainda é possível um acordo no Estado. “O que seria bom para a campanha de Lula e Alckmin, mas também para Goiás.”

Em relação a possíveis candidaturas e composições, ela prefere não arriscar. “Todas as hipóteses são conversadas”, resume. O PSB realiza convenção no domingo (31), às 10h. O PT ainda não definiu. O PSDB no dia 5 de agosto.

Veja Também