Eleição deste ano avança no quesito acessibilidade

Prazo de solicitação para votar em uma seção especial com acessibilidade encerra hoje

Postado em: 18-08-2022 às 07h57
Por: Izadora Resende
A campanha visou informar a possibilidade do portador de deficiência ou com dificuldade de locomoção de solicitar à Justiça Eleitoral | Foto: Reprodução/TRE

Com a chegada do período eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral de Goias (TRE-GO) lançou uma campanha da Justiça Eleitoral, voltada a eleitoras e eleitores que possuem deficiência ou têm mobilidade reduzida. A campanha que está sendo veiculada nas emissoras de rádio e televisão de todo país, tem como protagonista o assessor de imprensa e comunicação do TRE-GO, Brazil Nunes. 

Conforme informações divulgadas pelo TRE, a escolha do assessor para protagonizar a campanha foi motivo de orgulho para a Corte, já que o tema acessibilidade é tratado como prioridade pelo Regional. Segundo Nunes, o convite foi recebido com muita felicidade. 

“Nós, deficientes físicos, precisamos ter visibilidade para conquistar nossos direitos como cidadão. Temos anseios de independência, pagamos impostos e participamos ativamente da sociedade com nosso trabalho”, pontuou. De acordo com ele, é justo que os direitos dos deficientes estejam equiparados aos de outros cidadãos. “Nada mais justo que tenhamos os mesmos direitos de acessibilidade de todos os outros cidadãos, inclusive na hora de escolher nossos representantes”, destacou Nunes.

Continua após a publicidade

Seção especial

A campanha visou informar a possibilidade do portador de deficiência ou com dificuldade de locomoção de solicitar à Justiça Eleitoral para votar em uma seção especial com acessibilidade. O prazo para fazer esta alteração encerra nesta quinta-feira (18/08).

Segundo informações da assessoria do Tribunal Regional Eleitoral, as seções especiais são espaços adaptados para oferecer fácil acesso e maior comodidade e segurança no momento do voto. O requerimento deve ser feito em qualquer cartório eleitoral pelo próprio interessado, munido de documento oficial com foto, ou por meio de curador, apoiador ou procurador.

Novos recursos 

Afim de promover mais inclusão aos deficientes auditivos e facilitar o momento da votação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprimorou os softwares que já existem e fez a instalação de novos recursos de acessibilidade nas urnas eletrônicas que vão ser utilizadas nas eleições deste ano. Com a novidade, todos os aparelhos preparados para o pleito de outubro contarão com tradução na Língua Brasileira dos Sinais (Libras).

Outra medida para ajudar os eleitores com deficiência auditiva, foi a de incluir um vídeo feito por uma intérprete de libras nas 577.125 urnas eletrônicas preparadas para as eleições deste ano. O material será apresentado em todas as urnas eletrônicas espelhadas pelo Brasil. Segundo informações da assessoria de comunicação do TRE, na filmagem que vai ser exibida na tela do aparelho, a tradutora indicará à eleitora ou ao eleitor qual cargo está em votação no momento, na seguinte sequência: deputado federal, deputado estadual ou distrital, senador, governador e presidente.

De acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísica (IBGE), realizado em 2010, existem em Goiás cerca de 80 mil deficientes visuais. Estes também contarão com novidades tecnológicas nestas eleições. Além do sistema Braille (código formado por sinais em relevo que possibilitam a leitura e escrita das pessoas com deficiência visual, parcial ou total), da identificação da tecla 5 nos teclados do aparelho, também vão ser disponibilizados nas seções eleitorais fones de ouvido para que eleitores cegos ou com baixa visão recebam sinais sonoros com a indicação do número escolhido e o retorno do nome da candidata ou do candidato em voz sintetizada.

Veja Também